Publicidade

Em Santana do Piauí, incêndio destrói áreas agrícolas e de apicultura

Por conta do combate às chamas, o incêndio já se afastou das áreas habitadas e no momento se concentra no sopé da Serra do Tanque, região de roças e pastagens conhecida como Veredas.

O incêndio florestal que já queimou grande parte da zona rural de Santana do Piauí, continua incontrolado e dizimando a vegetação nativa do município. O fogo no mato, supostamente criminoso, que teve início a cerca de vinte dias, nas imediações da Serra da Baixa Verde, já transformou em cinzas regiões de mata e propriedades rurais.

Depois de se espalhar por quilômetros, as chamas já atingiram diversas comunidades rurais, ameaçaram a cede do município e deixaram famílias desabrigadas.

As consequências do gigantesco incêndio, até agora, só não foram mais graves graças a uma Força Tarefa formada pela administração municipal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, 3º Batalhão de Engenharia de Construção e população. Por conta do combate às chamas, o incêndio já se afastou das áreas habitadas e no momento se concentra no sopé da Serra do Tanque, região de roças e pastagens conhecida como Veredas.

Além de dizimar a fauna e a flora, as chamas já devastaram áreas agrícolas e de apicultura, deixando um rastro de destruição e perdas incalculáveis para o município.

Com a aproximação do período chuvoso na região os produtores rurais já começam a recuperar as cercas que foram queimadas em suas propriedades para posterior preparo da terra de plantio.

Nos siga pelo rastro de destruição deixado por um dos maiores incêndios florestais já registrado no município de Santana do Piauí até agora.

Fonte e Fotos: Santana Hoje

Pin It

DEIXE UM COMENTÁRIO