Publicidade

MPT investiga dispensa em massa de empregados na Itapissuma S/A

A portaria foi assinada pelo procurador Carlos Henrique Pereira Leite, na última sexta-feira (07)

O Ministério Público do Trabalho no Piauí (MPT-PI) instaurou inquérito para apurar a dispensa em massa feita pela empresa Itapissuma S/A, fábrica de cimentos situada no município de Fronteiras. A dispensa de funcionários ocorreu em março deste ano.

A portaria foi assinada pelo procurador Carlos Henrique Pereira Leite, na última sexta-feira (07). No mês de março, a Itapissuma S/A emitiu um comunicado anunciando a suspensão temporária de suas atividades e a dispensa de mais de 400 colaboradores.

De acordo com o documento divulgado pela empresa, o motivo da suspensão das atividades e dos empregados foi o “agravamento da crise econômica que assola o país e em especial o ramo da construção civil, onde está inserida a Itapissuma S/A, a qual teve uma redução nas suas vendas de cimento na ordem de 80%, o que inviabiliza momentaneamente o seu funcionamento”.

Diante disso, a Procuradoria do Trabalho no município de Picos decidiu ajuizar ação civil pública em defesa dos direitos sociais constitucionalmente garantidos no âmbito das relações de trabalho e estabeleceu a abertura do inquérito civil para apurar os fatos em toda a sua extensão.

GP1

Pin It

DEIXE UM COMENTÁRIO