Publicidade

Operadoras liberam acesso ao WhatsApp após decisão do STF

As operadoras OI, Vivo, Tim e Claro confirmam que restabeleceram o serviço de seus usuários.

Após a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) suspender o bloqueio do aplicativo WhatsApp, usuários já conseguem usar o serviço de mensagens. Por volta das 17h30, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, determinou o restabelecimento imediato do aplicativo, que passou cerca de cinco horas sem funcionar na tarde desta terça-feira (19).

As operadoras OI, Vivo, Tim e Claro confirmam que restabeleceram o serviço de seus usuários. As empresas precisam ser notificadas da decisão judicial para que o serviço seja liberado.

whatsapp_N8rIdtd

Ao entrar no aplicativo do Facebook, dono do WhatsApp, o usuário é informado que o serviço de envio de mensagens foi normalizado.

Em nota, o WhatsApp afirmou esperar que a decisão do STF coloque um ponto final nos bloqueios que “têm penalizado milhões de brasileiros”.

Entenda o bloqueio
O aplicativo foi bloqueado pela terceira vez no Brasil por decisão da juíza Daniela Barbosa de Souza, de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a determinação ocorreu após o aplicativo se negar a interceptar conversas de uma investigação criminal. Essa foi a primeira vez que a decisão foi divulgada e que a Justiça pedia a quebra da criptografia de mensagens.

Em sua defesa, o WhatsApp afirma não ter acesso ao conteúdo das conversas requisitadas, só as pessoas que participam do bate-papo podem ler o que é escrito nele.

Segundo a juíza, a empresa poderia interceptar as mensagens antes da criptografia ou tentar quebrar ou suspender a criptografia e enviar as conversas. Segundo especialistas em direito digital, só uma perícia pode dizer se a empresa pode ou não fazer o que é pedido pela Justiça.

Em maio deste ano, o aplicativo ficou fora do ar por 25 horas. Na época, a discussão era que o bloqueio ao app era desproporcional por prejudicar os mais de 100 milhões de usuários no Brasil. Por outro lado, os juízes afirmam que o WhatsApp não colabora com a Justiça brasileira.

Em março, o juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), que determinou o bloqueio do WhatsApp em maio, também pediu a prisão do vice-presidente do Facebook na América Latina, o argentino Diego Jorge Dzodan.

Em dezembro de 2015, a Justiça de São Paulo determinou que à meia-noite do dia 17 o WhatsApp fosse bloqueado por 48 horas. A decisão foi derrubada por um desembargador, em caráter liminar, treze horas depois.

O Marco Civil exige que as operadoras guardem registros de acesso dos usuários (como que número falou com qual, em que dia, e em que lugar estava) por um período mínimo de seis meses e devem fornecê-los mediante ordem judicial. Prazo que pode se estender. Uma das interpretações diz que o grampo, já popular em telefonia, também poderia ser pedido para que o WhatsApp comece a interceptar e gravar dados de conversas. Outras dizem que a privacidade do usuário é garantida pelo Marco Civil.

Fonte: UOL

Pin It

DEIXE UM COMENTÁRIO


::Mais Notícias de Cotidiano


  • 21/02/2018 - Passagem de ônibus sobe para R$ 3,45 em Picos
  • 20/02/2018 - Trabalhadores protestam pelas ruas de Picos contra reforma da previdência
  • 19/02/2018 - Taxa de Iluminação Pública do mês de fevereiro ainda será cobrada com aumento de mais de 100% em Picos
  • 19/02/2018 - Bancários suspendem serviços e fazem atos em agências nesta segunda (19)
  • 19/02/2018 - Adolescente morre eletrocutada com celular ligado na tomada
  • 18/02/2018 - Estudantes podem usar nota do Enem para Universidades em Portugal
  • 18/02/2018 - 3º BEC realiza a Corrida da Paz 2018
  • 16/02/2018 - Metereologia faz alerta para grandes temporais na região de Picos
  • 16/02/2018 - Criança acha celular que ficou perdido 700m mar adentro
  • 16/02/2018 - Hospital Regional Justino Luz realizou mais de mil atendimentos durante o carnaval
  • 15/02/2018 - Acidente com ônibus da Guanabara deixa mortos e feridos na BR-020
  • 14/02/2018 - PRF registra 27 acidentes e pede prudência na volta do Feriadão de Carnaval
  • 13/02/2018 - Estado prepara novos agentes penitenciários em curso de formação
  • 12/02/2018 - Cadela participa do velório de dona e causa comoção
  • 12/02/2018 - Corpo de jovem é encontrado no Rio Guaribas
  • 11/02/2018 - Grave acidente deixa duas pessoas mortas na BR 316 em Picos
  • 10/02/2018 - Governo divulga calendário dos pontos facultativos de 2018
  • 09/02/2018 - Meteorologia prevê carnaval com chuvas no Piauí
  • 09/02/2018 - Petrobras anuncia redução do preço da gasolina em 3% e do diesel em 2,6%
  • 09/02/2018 - Pneu estoura e carro capota na BR 407 com trabalhadores de Massapê do Piauí