ad16
Geral

2013: PRF flagrou115 motoristas embriagados em Picos

[ad#336×280]A Polícia Rodoviária Federal do Estado do Piauí conclui levantamento de dados relativo aos acidentes em 2013. Dentre os números mais preocupantes, está o aumento de 22% dos flagras de embriaguez ao volante. A junção de trânsito e álcool é uma das maiores causas de acidentes graves de trânsito.

A fiscalização de motoristas embriagados flagrou em 2013 um total de 1.142 condutores dirigiam sob efeito de álcool. Em 2012, foram 898 casos. Os números revelam aumento de 22% nos flagrantes de motoristas retirados de circulação depois de constatada embriaguez alcoólica.

Os municípios com mais registro de motoristas bêbados são: Parnaíba (343 casos), Teresina (322), Picos (115), Floriano (98) e Luis Correia (74). “A fiscalização de embriaguez alcoólica ao volante representa a principal ação de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal. O motorista alcoolizado é o responsável potencial pelos acidentes com maior gravidade e aqueles que resultam em morte”.

Dentre os números mais preocupantes, está o aumento de 22% dos flagras de embriaguez ao volante.
Dentre os números mais preocupantes, está o aumento de 22% dos flagras de embriaguez ao volante.

Mortes reduziram 16% em 2013

No ano em questão foram registrados 2.876 acidentes, 1.696 feridos e 199 mortes. No ano de 2012 os números revelaram 2.768 acidentes, 1666 feridos e 235 mortes. Os dados demostram a redução de 36 mortes em 2013, que correspondem a 16% menos vítimas.

Repetindo anos anteriores, a colisão frontal continua sendo o tipo de acidente que mais mata nas rodovias federais do Piauí. Em 2013 foram 127 acidentes com 56 mortos. “As colisões frontais produzem acidentes de alta capacidade de lesão aos ocupantes em razão de ocorreram com veículos em altas velocidades. Geralmente decorrem de manobras de ultrapassagem indevida”.

Dentre as causas determinantes para os acidentes destaca-se a falta de atenção do motorista com 1.209 acidentes e 54 mortes. “A falta de atenção está relacionada ao manuseio de aparelhagem de som no interior do veículo, uso de celular e acompanhamento de exibição de imagem em vídeo ao dirigir. Conversas do motorista com ocupantes do veículo também comprometem a atenção”.

Teresina é o município piauiense onde ocorrem o maior número de acidentes e mortes. Registraram-se na capital, 1.361 acidentes, que provocaram 24 mortes. “Teresina é responsável por 47% dos acidentes de trânsito registrados nas BRs do Piauí. Não são os mais gaves mas, os mais numerosos”. Monsenhor Gil é o segundo município em ordem de importância quanto à quantidade de mortes em 2013 com 28 acidentes e 11 mortes. Depois aparecem Valença do Piauí com 44 acidentes e 11 mortes, Amarante com 36 acidentes e 09 mortes e Campo Maior com 108 acidentes e 07 mortes.

Motocicletas estão envolvidas em 30% dos acidentes

As motocicletas foram responsáveis pela ocorrência de 878 acidentes, 30% dos 2.876 registrados. Estes acidentes provocaram 82 mortos, que representam 41% do total de 199 em 2013. No ano de 2012 ocorreram 898 acidentes envolvendo motocicletas, com 114 mortes. Os dados de 2013 revelam uma redução de 32 mortes de ocupantes de motos. “O maior rigor na fiscalização das motocicletas foi capaz de reduzir as mortes envolvendo este tipo de veículo. Em 2013 a PRF realizou operação especificamente voltada para a condução de motocicletas denominada Duas Rodas”.

Infrações aumentaram 36%

Aumentaram 36% flagrantes de descumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro nas rodovias federias alcançados pela fiscalização. No ano de 2012 foram autuados 58.177 infratores. Este número subiu para 90.685 flagrantes em 2013.

A infração mais comum se relaciona ao não uso do capacete de segurança pelos condutores e passageiros de motocicletas. Em 2013 foram multados 17.623 ocupantes de motos por não uso deste importante equipamento de proteção às lesões de cabeça. A segunda infração mais importante diz respeito à condução de veículo sem carteira de motorista. Para esta infração foram aplicadas 7.862 multas. Em ordem decrescente de importância, seguem o excesso de velocidade com 7.523 multas, ultrapassagem em local proibido com 6.191 e veículo com emplacamento em atraso com 5.286 multas. “Dada a importância do uso do capacete para a segurança dos ocupantes de motos, a fiscalização tem voltado a atenção para esta infração de forma a modificar a resistência ao uso deste importante equipamento de segurança”.

Policiamento e fiscalização

As ações de fiscalizações resultaram na apreensão de 46 armas de fogo no ano de 2013, entre revólveres, pistolas e espingardas. Junto a estas foram encontradas 287 munições.

O combate aos crimes ambientais resultou na apreensão de 3.222 m3 de madeira, 41 m3 de carvão vegetal e 200 Kg de pescado.

O trabalho rotineiro e operações programadas de fiscalização específica permitiram a recuperação de 184 veículos para os quais havia ocorrência de roubo/furto.

A prevenção aos acidentes que envolvam animais na pista resultou na realização de apreensão de 942 animais que foram encontrados soltos às margens ou sobre as rodovias.

“A PRF/PI entende favorável o resultado do trabalho em 2013. Em que pese ainda elevados, há diminuição no número de mortes por acidente de trânsito nas rodovias federias. Mesmo com menos mortes em 2013, o total de acidentes ainda é maior que 2012. Por esta análise, percebe-se que há mais acidentes, porém, com menor gravidade. Isto se deve ao maior rigor na fiscalização do motorista embriagado, responsável pelos acidentes mais graves e aqueles que levam à morte”.

Fonte: Com informações da PRF-PI

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade