ad16
AutoPECASonline24.pt
Geral

2,8 mil apicultores do semiárido piauiense serão beneficiados com kits produtivos da Codevasf

Apicultores - Foto: Paulo Barros
Apicultores – Foto: Paulo Barros

O investimento de cerca de R$ 2,6 milhões no estímulo à apicultura desenvolvida no Piauí foi formalizado na última semana com a assinatura de ordens de fornecimento de materiais pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), pela Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional (SDR/MI) e pelo governo do Piauí. Com este investimento, aproximadamente 2,8 mil apicultores piauienses, que vivem em 82 comunidades de 37 municípios do semiárido, serão beneficiados com kits produtivos que incluem equipamentos, insumos e indumentárias em módulos individuais e coletivos.

“Essas ações serão importantes para o crescimento e o aperfeiçoamento da atividade. A apicultura é uma ótima alternativa para a inclusão social e produtiva e para a geração de renda para as famílias do semiárido”, avalia o diretor de revitalização de bacias hidrográficas da Codevasf, José Augusto Nunes. “As ações de inclusão produtiva visam à estruturação da cadeia, ao incentivo ao associativismo, e proporcionam uma ótima oportunidade para a inserção de novos agricultores familiares na atividade”, acrescenta a chefe da Unidade de Arranjos Produtivos da Companhia, Izabel Aragão.

A definição do material apícola a ser adquirido resultou de reuniões nas quais foram mobilizados os integrantes da cadeia produtiva do mel no estado. A partir de então foram levantadas as principais necessidades dos municípios produtores. Os investimentos integram o eixo Inclusão Produtiva do Plano Brasil Sem Miséria.

As ordens de fornecimento dos materiais foram assinadas no Instituto Centro de Tecnologia Apícola do Piauí (Centapi), em Picos (PI). Participaram do evento o governador do estado, Wilson Martins, o diretor de revitalização de bacias hidrográficas da Codevasf, José Augusto Nunes, o superintendente regional da Codevasf no Piauí, Valdiney Amorim, e o secretário de desenvolvimento regional do MI, Sérgio Castro, além de técnicos e analistas da Codevasf.

Projeto Torrões

Na mesma ocasião, a Codevasf assinou com o governo do Piauí documentos relacionados ao início de obras para o fornecimento de água a produtores rurais da comunidade Torrões, localizada no município de Picos. As obras visam suprir à demanda de água dos produtores locais, cuja atividade agrícola está voltada principalmente para o plantio de banana e goiaba, que enfrentam dificuldades em razão de a barragem de Bocaina, responsável pelo abastecimento da região, estar operando com menos de 25% de sua capacidade hídrica devido à estiagem que assola o estado.

Segundo o gerente regional de empreendimentos de irrigação da Codevasf no Piauí, Maximiliamo Saraiva Arcoverde, devido à redução do reservatório de Bocaina o uso prioritário da água está sendo o abastecimento humano e animal, com restrição na produção agrícola. “Por isso o projeto vai adotar uma outra fonte hídrica na região de Torrões, capaz de suplementar sempre que ocorra escassez de água. São poços que darão suporte a produtividade agrícola, de forma que as famílias tenham seu empreendimento agroindustrial viabilizado”, explica.

A infraestrutura do projeto será composta de nove poços tubulares perfurados e equipados, com profundidade de 120 metros; implantação de 4,5 km de rede de energia com as respectivas subestações para as unidades de bombeamento; infraestrutura com armazenamento para 30m³ composta de dois reservatórios – sendo um de 20m³ e outro de 10m³, ambos com 8,0 metros de elevação; placas de obra e casa de proteção para os painéis das unidades de bombeamento.

Ascom

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade