ad16
Economia

37% dos devedores não conseguem pagar contas

Uma família gasta em média de 20% a 30% do orçamento em desperdícios e excessos S.Dashkevych / Shutterstock Do Metro noticias@band.com.br
Uma família gasta em média de 20% a 30% do orçamento em desperdícios e excessos S.Dashkevych / Shutterstock Do Metro [email protected]

Estudo realizado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostra que  36,6% dos endividados dizem não ter capacidade de pagar as contas em atraso. De acordo com a pesquisa, divulgada ontem, apenas 13,2% dos entrevistados em dezembro pretendem pagar as contas atrasadas em sua totalidade, enquanto 47,8% poderão quitá-las parcialmente.

E as dívidas estão pesando mais no bolso do brasileiro. De novembro para dezembro, aumentou 7,6% para R$ 4.679, o quinto maior valor do ano. Segundo a pesquisa, 22,46% dos endividados possuem pendências que vão de duas a cinco vezes a renda mensal.

Antes de procurar o credor, é melhor avaliar os gastos para descobrir quais são as condições da família para negociar as dívidas, diz o educador financeiro Reinaldo Domingos.

“Não adianta fazer um acordo com o credor sem ter certeza se conseguirá cumpri-lo”, afirma o autor do livro “Livre-se das Dívidas”.

Na ponta do lápis 

O primeiro passo para o endividado é reunir a família para expor a situação e fazer uma reformulação das contas casa, com o objetivo de diminuir as despesas. Segundo o educador financeiro, uma família gasta em média de 20% a 30% do orçamento em desperdícios e excessos tanto em despesas essenciais, como energia, como as despesas supérfluas.

Domingos avalia que as dívidas que têm bens como garantia, como o carro e casa, devem ser prioridade de pagamento, seguida daquelas de juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial. De acordo a pesquisa do Ipea, 43,9% das famílias tem dívidas.

Enquanto 18,6% dizem estar “pouco endividadas”,17,1% afirmam que estão “mais ou menos endividadas” e 8% “muito endividadas”. O estudo foi realizado em 3.810 domicílios, em mais de 200 municípios brasileiros.

Com informações da BAND

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade