ad16
AutoPECASonline24.pt
CulturaGeral

ProBrasil inicia projeto social na Penitenciária Masculina José de Deus Barros

Uwe Weibrecht – Presidente da ProBrasil

A unidade prisional da Cidade de Picos-PI foi contemplada com o projeto  “Violão Canção” da Associação ProBrasil.

O Projeto  consiste na implantação de cursos profissionalizantes em música e terá duração de um ano, inicialmente os detentos terão aulas de violão e guitarra, sendo prevista a implantação de um coral para apresentações.

A expectativa da direção da unidade é expandir a iniciativa para outros pavilhões. A proposta do projeto é oferecer oportunidades de promoção de cultura dentro da unidade prisional.

Inicialmente, as aulas de violão são ministradas duas vezes por semana, para duas turmas de 15 presos. De acordo com Rudson Liduíno,  redator do projeto, a iniciativa partiu dos próprios presos, que manifestaram a vontade de montar um grupo para aprender a tocar.

O lançamento de mais esse projeto da ProBrasil está marcado para as 11 horas desta quarta-feira, 14, na penitenciaria masculina de Picos e vai contar com a presença do Secretário de Justiça do Piauí, João Henrique Ferreira de Alencar Pires Rebello; do Presidente da ProBrasil, Uwe Weibrecht e o diretor da Penitenciária,  Sinval Hipólito Gonzaga.

O presidente da associação ProBrasil Uwe Weibrecht acredita que “é um dever da sociedade desenvolver atividades de apoio à ressocialização do indivíduo preso, e isso pode ser feito através da música”.

O redator do projeto, Secretário Executivo da Associação Probrasil, Rudson Liduíno  diz como nasceu a ideia: “Fui convidado pelo meu amigo Romulo Braga do Grupo Esperança Viva, do qual faço parte há vário anos, a participar de uma reunião na Penitenciária de Picos, lá chegando, antes do inicio da reunião conversamos com alguns detentos, entre eles, Lourival da Silva Ramos Junior, que demonstrou interesse em aprender a tocar violão, assim nasceu a ideia desse projeto” .

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade