ad16
JaicósMunicípiosTodas as Notícias

Acidente de moto faz a terceira vítima em apenas 10 dias em Jaicós

[ad#336×280]Uma mulher identificada por Maria de Fátima Luíza da Silva, conhecida por Cátia, de 34 anos, morreu em um acidente automobilístico ocorrido por volta das 13h, na BR 407, próximo ao Posto Santa Terezinha.

Segundo informações, a vítima e outras duas pessoas retornavam do povoado Croazal em uma única motocicleta, que era pilotada pelo marido, Raimundo Augusto de Sousa, de 36 anos. A terceira pessoa foi identificada apenas por Paulo, e é irmão de Raimundo.  Cátia sofreu uma grave lesão na cabeça e faleceu. Os outros dois envolvidos foram socorridos com lesões leve, atendidos no Hospital Florisa Silva, em Jaicós, e liberados.

Maria de Fátima Luíza da Silva, conhecida por Cátia, de 34 anos, morreu em um acidente automobilístico ocorrido na BR 407
Maria de Fátima Luíza da Silva, conhecida por Cátia, de 34 anos, morreu em um acidente automobilístico ocorrido na BR 407

Essa é a terceira pessoa que perde a vida vítima de acidentes envolvendo motocicletas na cidade de Jaicós, em apenas 10 dias. O primeiro caso aconteceu no dia 20 de dezembro, também na BR 407, e vitimou Iran Carneiro da Silva, de 43 anos. Segundo informações, ele conduzia uma moto modelo Sundown Hunter e teria colidido frontalmente contra uma camionete modelo Toyota, de propriedade da empresa Delta Geologia. A vítima chegou a ser socorrida, mas deu entrada sem vida no Hospital público da cidade.

O segundo caso aconteceu na noite do último domingo e vitimou o mecânico Enerilson Feitosa Dias, de 42 anos. Ele seguia sozinho em uma moto e colidiu contra uma árvore na Rua Governador Dix Septo Rosado, no Centro da cidade.

Enerilson chegou a ser socorrido, recebeu atendimento no Hospital Florisa Silva, mas devido à gravidade das lesões, foi transferido para o Hospital Regional de Picos, e logo em seguida para Teresina. O mecânico faleceu durante a viagem, por volta da meia noite, próximo a Ipiranga do Piauí.

Nos três casos, as vítimas não utilizavam capacete e as lesões mais graves foram registradas na região da cabeça. O uso do capacete passou a ser obrigatório na cidade de Jaicós desde o dia 1º de setembro, após 15 dias de campanha educativa lançada pelo Ministério Público e Poder Judiciário. No entanto, uma parcela dos condutores tem descumprido às normas estabelecidas. O resultado tem sido a ocorrência de acidentes com vítimas fatais.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade