DestaquesTodas as Notícias

ADH visita região de Picos para avaliar participação no programa Moradia para Todos

Pelo menos 12 famílias realizaram um pré-cadastro para avaliação de viabilidade de participação no programa.

anuncio17 UNIFSA

As equipes da Agência de Desenvolvimento Habitacional do Piauí (ADH) visitaram a região de Picos para avaliar a viabilidade de atendimento a 12 famílias pelo Moradia para Todos. O programa visa proporcionar habitação adequada às famílias em situação de vulnerabilidade social. Durante a visita, a ADH esteve nas cidades de Picos, Geminiano, Santa Cruz do Piauí, São João da Varjota e Oeiras. 

A visita contou com a participação das equipes do Serviço Social e de engenharia da ADH, que atuaram em conjunto para uma análise detalhada das necessidades das famílias e condições técnicas dos locais previstos para a construção das novas moradias. A equipe social concentrou-se na realização de entrevistas e levantamento de dados socioeconômicos das famílias candidatas ao programa, enquanto os engenheiros avaliaram a viabilidade técnica para a construção das habitações, levando em conta fatores como topografia e infraestrutura existentes.

“Essas visitas são etapas importantes para a implementação do programa, pois nelas a gente entende as necessidades locais para garantir que possamos proporcionar um impacto positivo e duradouro na vida dessas pessoas”, destaca o diretor-presidente da ADH, Carlos Edilson. 

Podem participar do Moradia para Todos, famílias com renda per capita mensal comprovada entre R$ 89,00 a R$ 178. Para ter acesso ao programa, o morador deve se enquadrar em outros critérios, de acordo com a modalidade pretendida: melhoria ou construção do imóvel. Toda a documentação e perfil da família que busca pelo benefício são cuidadosamente observados pela equipe social da ADH.

Durante as visitas realizadas na região de Picos, as famílias compartilharam suas dificuldades, destacando a importância da iniciativa do programa para melhorar suas condições de vida. Além disso, foi discutida a possibilidade de envolvimento da comunidade nas etapas de construção, visando promover a inclusão social e a geração de emprego e renda.

“Nossas equipes agora farão a análise de todas as informações colhidas durante as vistorias e entrevistas com as famílias e partiremos para as etapas seguintes que são a seleção das famílias e aprovação orçamentária para iniciar as obras”, finaliza o diretor da ADH. 

Instituído pela Lei nº 7.953, de 07 de outubro de 2021, o Moradia para Todos conta com recursos do Tesouro Estadual. A iniciativa é essencial para promover a inclusão social demonstrando o compromisso do Governo do Estado com a melhoria da qualidade de vida das famílias mais necessitadas.

Fonte: CCOM PI

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.