ad16
DestaquesGeralPolícia

Adolescente riu ao ver família de “Pedim Açougueiro”

[ad#336×280]A família do açougueiro Pedro Sabino da Costa Silva, o “Pedim Açougueiro”, rebate a versão de que sua morte tenha sido planejada após uma briga no trânsito e ressalta que também não acredita na hipótese de latrocínio.

A informação de que o açougueiro teria se envolvido em um acidente de trânsito e posteriormente em uma discussão acalorada foi apresentada pelo adolescente C.S.V., 17 anos, e por Mario Júnior, 30 anos, em depoimento. Eles confessaram a autoria do crime.

Assassino do açougueiro Pedro Sabino
Menor de 17 anos participou do crime – Imagem: Reprodução/CidadeVerde

Segundo o delegado Tales Gomes, na versão apresentada por Mário Júnior – preso em São Paulo e ainda aguardando ser recambiado para a cidade de Picos – a briga no trânsito ocorreu poucos dias antes do homicídio e, durante a discussão, o açougueiro jurou que o mataria. Com medo de que a ameaça se tornasse realidade, Mario Júnior diz que planejou e executou o crime com a ajuda do menor.

Para a família, a versão é absurda. “Ele nunca levantou a voz nem dentro de casa”, diz Joseana Brandão, sobrinha de Pedro Sabino. De acordo com ela, seu tio era um homem pacato e caseiro, sem inimizades e livre de qualquer histórico de agressividade.

“Meu tio era do serviço pra casa e de casa para o serviço. Meu tio não era homem de beber e arruaçar, ele gostava de estar em casa”, pontua, acrescentando que Pedro Sabino não relatou sofrer nenhuma ameaça nos dias que antecederam sua morte.

Familiares usaram outdoor para agradecer trabalho da Polícia Militar e Civil na elucidação do caso - Fotos: Maria Moura
Familiares usaram outdoor para agradecer trabalho da Polícia Militar e Civil na elucidação do caso – Fotos: Maria Moura

Frieza

A família de Sabino esteve na Delegacia Regional da Polícia Civil de Picos quando soube da prisão dos suspeitos e se disse horrorizada com a frieza com que foi tratada pelo adolescente C.S.V.

O encontro, segundo familiares, foi marcado pela tensão e pela dor. Mas, para Joseane, um detalhe marcou ainda mais o momento frente a frente com um dos responsáveis pela morte de Pedro Sabino: a frieza.

De acordo com Joseana, o adolescente C.S.V não mostra sinais de arrependimento e, ao ficar face a face com a família do açougueiro, riu. “Ele sorriu. Ao olhar pra nós ele fez boca de rir”, conta ela, indignada.

O crime

“Pedim Açougueiro” foi assassinado com um tiro no ouvido esquerdo durante uma tentativa de assalto quando retornava com a esposa de seu local de trabalho, o Açougue Público Municipal de Picos, rotina que fazia há muito tempo. Jacira Alencar, sua esposa, estava com ele no veículo no momento do crime, mas não foi atingida por disparos.

O casal foi surpreendido ao chegar próximo de sua residência. A morte do açougueiro chocou a cidade de Picos.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade