ad16
PaulistanaTodas as Notícias

Agência da Caixa em Paulistana instala novo equipamento de segurança. Veja!

Quem passou em frente à Agencia da Caixa Econômica Federal na Avenida Marechal Deodoro, no Centro da cidade de Paulistana-PI no início da noite desta quarta-feira (15), estranhou a quantidade de fumaça dentro do banco, dando a impressão que algo de errado estaria acontecendo, quando na verdade estava sendo instalado na referida agência um sistema de gerador de neblina para evitar explosões nos caixas eletrônicos e dispositivo anti-roubo.

Caixa Econômica Federal, agência Paulistana
Caixa Econômica Federal, agência Paulistana

Uma vez disparado o sistema, em segundos um gerador de neblina enche o espaço com uma densa névoa, tornando impossível ver uma mão a frente dos olhos. Não se pode roubar o que não se pode ver. O Ladrão entra nas instalações. O alarme e o canhão de névoa são ativados e em questão de segundos é impossível movimentar-se no nevoeiro.

Pois é, trata-se de uma névoa artificial que atinge a visão e a audição do ladrão gerando completa desorientação. Antes mesmo de chegar ao ponto de explodir o caixa, uma neblina bastante densa toma conta do ambiente em questão de segundos. Segundo a empresa que desenvolveu o sistema, a composição química da neblina não é prejudicial à saúde e totalmente inofensiva aos seres humanos.

Além de não causar qualquer irritação na pele ou nos olhos, a neblina não danifica qualquer tipo de material ou equipamento presente no local.

VEJA O VÍDEO

Se a neblina preenche o ambiente em poucos segundos, a dispersão da fumaça é bastante lenta, podendo ultrapassar os 30 minutos. Se necessário, o sistema reconhece a densidade de neblina na sala e efetua novas descargas automaticamente quantas vezes forem necessárias – ou melhor, enquanto o sistema de alarme não tiver sido desativado. Ou seja, tempo mais que suficiente para que forças policiais cheguem ao local. O novo sistema já foi instalado em mais de 600 agências do país.

Fonte: Com informações e fotos do FN Notícias

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade