DestaquesGeral

Agentes barram entrada de novos detentos em presídios

[ad#336×280]Os agentes penitenciários do Piauí vão parar por 24h. O protesto está marcado para quarta-feira, dia 30, e deve afetar o funcionamento das 14 unidades prisionais do Estado. A categoria adere a um movimento nacional em defesa do Projeto de Lei 87/2011, integralmente vetado pela presidente Dilma Rousseff.

O projeto reconhece o direito dos agentes penitenciários portarem arma de fogo fora de serviço e em âmbito nacional. A matéria já é regulamentada no Piauí por meio de lei própria, que tem valor apenas no território estadual. Com a paralisação, eles pretendem pressionar o Governo Federal e o Congresso a reverem o veto.

Penitenciária de Picos
Penitenciária de Picos – Foto: Arquivo

“Queremos ter pelo menos a possibilidade de nos defender. É cada vez mais comuns agentes serem covardemente abatidos quando estão fora de serviço e, em geral, desarmados”, diz Vilobaldo de Carvalho, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí.

A categoria também levanta o debate sobre as condições de trabalho nos presídios. Pedem viaturas adequadas para transporte dos presos, aquisição de armamentos novos e a conclusão das obras de dois presídios estaduais, paradas há mais de dois anos. Também cobram a contratação de mais agentes e reajuste do valor do ticket alimentação.

A paralisação de quarta-feira suspende algumas atividades internas dos presídios. As visitas de familiares e íntimas, atendimentos a advogados, deslocamentos de presos para audiências, recebimentos de novos detentos e a transferências de presos entre unidades serão suspensas durante o ato. Com informações do Jornal O Dia

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também