ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
MunicípiosSão Julião

AGESPISA é alvo de duras críticas durante audiência pública sobre barragem de Piaus

[ad#336×280]A AGESPISA (Águas e Esgotos do Piauí S/A) foi alvo de duras críticas durante a realização da audiência pública para a criação da Comissão Gestora da Adutora Piaus, ocorrida na última quinta-feira (26) no município de São Julião.

A vereadora Aldeíde Nunes, do município de Pio IX, foi enfática ao falar da AGESPISA, ressaltando a situação de calamidade pela qual o município passa e taxando a empresa como irresponsável pela forma que trata os consumidores, no que diz respeito as constantes faltas de água e a má qualidade da água distribuída nas torneiras.

A vereadora Eristânia Gonçalves questionou dentre outros assuntos, a disparidade entre os valores cobrados pela AGESPISA, apresentando talões com o mesmo padrão tarifário, a mesma média de consumo e valores quase que dobrados.

A vereadora Eristânia Gonçalves questionou dentre outros assuntos, a disparidade entre os valores cobrados pela AGESPISA
A vereadora Eristânia Gonçalves questionou dentre outros assuntos, a disparidade entre os valores cobrados pela AGESPISA – Foto: Jakson Sousa
Audiência pública em São Julião - Foto: Jakson Sousa
Audiência pública em São Julião – Foto: Jakson Sousa

As vereadoras do município de Pio IX citaram ainda a falta de acesso ao presidente da instituição, afirmando que por diversas vezes ligaram para AGESPISA buscando marcar audiência e não obtiveram êxito.

As críticas foram reforçadas pelo prefeito da cidade de Monsenhor Hipólito Francisco Anísio de Sousa (Timá) e pela vereadora Célia Alves (PSB- Fronteiras), que levantou também a questão do número de gaiolas de psicultura que existem no açude de Fronteiras e que pioram a qualidade da pouca água que ainda está disponível.

O representante da AGESPISA, o coordenador geral Gesiel Cruz, até que tentou minimizar as críticas à instituição e ao seu presidente, porém os argumentos vindos da platéia eram fortes e desarmaram todo o seu discurso.

A vereadora Aldeíde Nunes manifestou a preocupação no fato da Adutora Piaus ser operacionalizada pela AGESPISA e disse ser inadimissível que o Sistema Adutor Piaus ainda não tenha previsão para começar a operar pela ausência de um sistema de comunicação que interligue as Estações de Elevatórias, conforme afirmou Gesiel Cruz.

Aldeíde Nunes frisou que a situação da cidade de Pio IX  só poderá ser amenizada com a chegada da água da Adutora. Situações semelhantes foram relatadas pelos diversos municípios beneficiados pelo Sistema Adutor.

Com informações de Jakson Sousa – Fronteiras Online

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade