ad16
AutoPECASonline24.pt
CidadeEducaçãoGeral

Aluna da Uespi de Picos cria projeto que acolhe pessoas com autismo e capacita familiares e educadores

O TEAmo Picos visa a incluir pessoas autistas na sociedade.

A estudante da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) Jéssica Araújo, sob coordenação das professoras de Pedagogia Fabrícia Gomes e Helena Cristina, criou o projeto de extensão TEAmo Picos, destinado aos familiares de pessoas com Transtorno de Espectro Autista (TEA), além de educadores e demais profissionais que lidam com o desenvolvimento biopsicossocial de crianças e adolescentes nessa condição.

Por meio de rodas de conversas, lives, promoção de capacitação para professores e famílias, além de sensibilização social e formação para discentes da área de educação, o TEAmo Picos visa a incluir pessoas autistas na sociedade, auxiliar a disseminação de conhecimentos sobre o transtorno para os familiares, possibilitar parcerias da educação e saúde, assim como contribuir com a formação de acadêmicos relacionados ao trabalho de inclusão e autismo.

De acordo com Jéssica Araújo, a ideia do projeto surgiu após conversas e coleta de dados das mães de pessoas com TEA, sendo verificada a necessidade de promover ações de sensibilização, aceitação e interação social de famílias que lidam com o autismo, além de apresentar diagnósticos e práticas de inclusão por meio de profissionais da área da saúde e educação.

“Com o projeto, os familiares sentiram mais segurança para falar sobre o assunto, sem receio de ofensas ou críticas, isso tem impactado favoravelmente a vida e as relações familiares de pessoas que convivem com TEA, uma vez que possibilita a ampliação do diálogo, a troca de experiências, a formação de vínculos e o desenvolvimento de estratégias, que ajudam ao enfrentamento do Transtorno do Espectro Autista. O impacto também é positivo com os profissionais, por meio desse contato, eles tiram suas dúvidas e são orientados. Essa interação proporciona um elo muito importante entre família e profissionais capacitados”, destaca a discente.

Segundo uma das coordenadoras da ação e do Grupo de Estudos em Educação Inclusiva (GEEI), professora Fabrícia Gomes, o TEAmo Picos começou as atividades no segundo semestre de 2020 e acaba de ser transformado em um projeto de extensão da Uespi. “Nosso projeto tem por intuito sensibilizar e acolher famílias de crianças com autismo, além de incentivar a atuação de professores e alunos sobre a causa aqui em Picos. Desde o ano passado, realizamos transmissões ao vivo e rodas de conversas. Agora que o projeto foi cadastrado, nossa intenção é disseminar mais informações sobre o Transtorno de Espectro Autista entre comunidade acadêmica, famílias e sociedade em geral”, ressalta a docente.

Para saber mais detalhes sobre educação inclusiva, siga o TEAamo-Picos nas redes sociais. Neste ano, as idealizadoras do projeto pretendem realizar capacitações para professores atuantes na rede pública de ensino, além da continuidade das atividades já realizadas.

Fonte: pi.gov.br

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade