ad16
GeralTodas as Notícias

APPM acusa Eletrobras de fazer cortes irregulares

[ad#336×280]O economista e consultor jurídico da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Valmir Falcão, denunciou a ODIA que a Eletrobras vem cometendo irregularidades no corte de energia nos prédios municipais. Segundo ele, grande parte dos municípios tem descentralizado as contas das secretarias, de modo que cada órgão é responsável pelo pagamento referente à pasta. No entanto, em caso de atrasos em alguma secretaria, a Eletrobras tem efetuado o corte em todas os demais órgãos do município.

“Em Santa Luz, o prefeito acabou de me informar que o município possui uma dívida na Secretaria de Administração, mas a Eletrobras efetuou cortes em outros setores, inclusive nas escolas, que é da Secretaria da Educação, e em um ginásio que serve para recreação das crianças e adolescentes do município”, disse Valmir Falcão.

Valmir Falcão diz que Eletrobras está descumprindo o acordo - Foto: Portal O Dia
Valmir Falcão diz que Eletrobras está descumprindo o acordo – Foto: Portal O Dia

Além disso, o consultor jurídico da APPM informou que 98% das prefeituras do Estado realizaram parcelamento de dívidas com a Eletrobras oriundas de gastos em gestões anteriores. E na ocasião, prefeituras e a empresa entraram em acordo para não efetuar os cortes de prédios essenciais da educação e da saúde, enquanto as prefeituras tivessem efetuando os pagamentos em dias. No entanto, a Eletrobras não vem cumprindo o acordo, disse Falcão.

De acordo com dados da APPM, há casos em que prefeituras estão pagando cerca de R$ 50 mil entre valores referentes a dividas parceladas e despesas correntes, o que segundo a APPM tem comprometido com o orçamento das prefeituras que recebem o coeficiente 0.6 de FPM, que é o menor valor pago as prefeituras.

Pelo acordo fechado entre as prefeituras e a Eletrobras, a empresa também teria que investir em infraestrutura nos municípios. “Na grande maioria das cidades, a energia não alcança os 110 volts de energia, prejudicando inclusive a atividade econômica, que poderia render receitas para as cidades”, pontuou Valdir Falcão. Procurada pelo ODIA para comentar as declarações, ninguém da Eletrobras foi localizado.

Por: João Magalhães – Jornal O Dia

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade