ad16
Aroeira do ItaimDestaquesMunicípiosSão Luís do PiauíTodas as Notícias

Aroeiras do Itaim e São Luís do Piauí aparecem entre os municípios com menor participação no PIB

Mais de 90,0% dos municípios do Piauí sobrevivem da administração pública; No outro extremo, os estados da Região Sul tinham cerca de 11,0% com essa característica

Até 2016, o Piauí possuía 31 municípios entre aqueles com menor participação no Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Os dados são de 2016 e foram divulgados nesta sexta-feira (14/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As cidades listadas são: Lagoinha do Piauí, São Miguel da Baixa Grande, Floresta do Piauí, Olho D’Água do Piauí, São Luis do Piauí, Aroeiras do Itaim, Santo Antônio dos Milagres e Miguel Alves. O lucro dessas cidades não passa de R$ 20 mil, apesar de crescer consideravelmente em 10 anos. Ao todo, dos 100 menores municípios, 65 pertenciam à Região Nordeste e metade deles estão no Piauí (31).

Por outro lado, o Piauí deixou de ser o Estado com menor PIB em relação ao nacional, segundo os dados do IBGE. De 2002 para 2016, ele subiu uma posição, saindo de 27° para 26°. O Maranhão caiu e aparece na última posição.

SUSTENTADOS POR GOVERNOS

Segundo o IBGE, a principal atividade econômica em 55% dos municípios brasileiros era composta pelo conjunto dos serviços da administração pública, o que mostra o tamanho da dependência de governos das cidades.

Mais de 90,0% dos municípios do Piauí, Roraima, Paraíba, Sergipe, Amapá e Rio Grande do Norte tinham esse perfil. No outro extremo, os estados da Região Sul tinham cerca de 11,0% com essa característica.

OUTROS DADOS

Esta é a primeira vez que o IBGE agrega análise geográfica ao PIB dos Municípios, permitindo a análise de diferentes recortes e de suas interações econômicas. Seis municípios concentravam cerca de 25% do PIB do país: São Paulo (SP), com 11,0%, Rio de Janeiro (RJ), com 5,3%, Brasília (DF), com 3,8%, Belo Horizonte (MG), com 1,4%, Curitiba (PR), com 1,3% e Osasco (SP), com 1,2%.

Cinco dos dez maiores PIBs per capita em 2016 eram de municípios paulistas.

Fonte: Oito Meia

Tags

Leia Também

Publicidade