ad16
EsporteTodas as Notícias

Atacante picoense que criticou técnico após goleada para o Fla pede desculpas: “Não queria derrubar ele”

Romarinho, do River-PI, se explica ao treinador por crítica na beira do campo sobre substituições na estreia da Copinha: “Eu falei aquilo por impulso, foi no calor do momento”

O atacante Romarinho, do River-PI, precisou contornar uma saia-justa após a derrota do seu clube por 4 a 0 para o Flamengo na estreia da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O atacante criticou as substituições feitas pelo técnico Maradona após o jogo, em Jaguariúna, e a declaração viralizou nas redes sociais. O jovem de 18 anos revelou que pediu desculpas ao treinador horas depois do apito final.

Por meio de vídeo, o jogador tentou contornar a situação depois da repercussão da declaração dada à equipe do SporTV na beira do gramado do estádio Alfredo Chiavegato.

Romarinho, atacante da base do River-PI — Foto: Victor Costa/River AC
Romarinho, atacante da base do River-PI — Foto: Victor Costa/River AC

– Queria me desculpar com o treinador Maradona por ter dado aquela entrevista. Foi no calor do momento, eu juro que não pensei em falar aquilo. Em segundo lugar, queria pedir desculpas a todo o grupo, que ficou meio abalado comigo pelo que eu falei. Mas em sequência entenderam. Eles entenderam que eu não tive a intenção de falar aquilo. Depois queria me desculpar as pessoas que me entenderam errado. Não quis derrubar o professor Maradona, tenho muito respeito a ele. Tenho ele como um pai, desde sempre vem me dando oportunidades. Não me entendam errado, pois fui muito infeliz ao dizer aquilo – comentou Romarinho em vídeo divulgado pela assessoria de imprensa do River-PI.

– Muitos entenderam e viram que eu estava nervoso. Eu falei aquilo por impulso, foi no calor do momento. Eu jamais pensei em falar aquilo. Sou novo, tenho muito a aprender ainda, mas espero que isso sirva de aprendizado para mim. Todo ser humano erra. Por que eu não tenho direito de errar também? Enfim, quero pedir desculpas àquelas pessoas que entenderam errado minha situação. Sei que errei. Se me punirem, terei a consciência de que errei – confessou o jogador ao GloboEsporte.com.

Natural da cidade de Picos, Romarinho começou a carreira no futebol ainda na terra natal com o pai. A chegada ao River-PI em novembro de 2017 rendeu ao jovem atacante um título estadual sub-19 com a camisa tricolor, feito que garantiu a classificação do Galo à Copinha pelo quarto ano consecutivo.

– Minha relação com o Maradona é ótima. Ele é como se fosse um pai para todo o grupo. Fui me desculpar ontem com ele pelo que falei e disse que tenho muito respeito a ele. Foi um cara que veio me dando muitas oportunidades desde que entrou no River-PI. Enquanto a isso, estou tranquilo – completou o jogador.

Na estreia do River-PI na 50ª edição da Copa São Paulo, Romarinho foi uma das opções usadas pelo técnico Maradona no segundo tempo da partida contra o Flamengo. No intervalo, o treinador fez duas alterações: Hytalo e o meia Kary entraram no lugar de Ruan e Vitinho.

Aos seis minutos, o Rubro-Negro marcou o primeiro gol com Bill. Romarinho pisou no gramado aos 15 minutos e substituiu o atacante Juninho. Maradona fez outras duas alterações, colocando o meia Denílson e o atacante Antônio Carlos antes de levar o quarto gol carioca aos 35 do segundo tempo.

Com a derrota, o River-PI é o último colocado do Grupo 15. Com saldo de gols maior (-4) é lanterna, atrás do Jaguariúna – que também perdeu na estreia para o Trindade-GO, por 3 a 0. Com a goleada, o Flamengo é líder.

do Globo Esporte

Tags

Leia Também