ad16
CidadeDestaquesGeralPolítica

Belê Medeiros pede que Governo Federal agilize ações contra a seca

Deputada Belê Medeiros na bacada da ALEPI- Foto: ASCOM

A deputada Belê Medeiros (PSB) pediu, ontem (28), que o Governo Federal agilize a implementação de medidas que visam combater os efeitos da seca no Piauí. Ela disse que visitou vários municípios no último fim de semana e constatou que é grave a situação causada pela estiagem, já que a população e os animais precisam de água e alimentos para sobreviver.

Belê Medeiros afirmou que esteve em Isaias Coelho, onde dezenas de famílias enfrentam dificuldades, inclusive as que recebem o Bolsa Família. “É importante que o Governo libere logo o Bolsa Estiagem para que essas famílias tenham melhores condições de sobrevivência”, acentuou ela.

A parlamentar do PSB declarou ainda que esteve em Aroazes, quando constatou que a situação não é grave, “porque ali ainda existe muito verde, mas na grande região de Picos, os animais terão que ser transportados para outras regiões porque correm o risco de morrer de fome”.

Em aparte, o deputado João de Deus (PT) disse que amanhã (29) haverá reunião na Comissão de Infraestrutura e Política Econômica com representantes de vários órgãos, dentre eles a Conab (Companhia Brasileira de Abastecimento), visando discutir as ações contra os efeitos da seca.

O deputado Mauro Tapety (PMDB) disse que o problema da estiagem deve ser debatido todos os dias na Assembleia, “pois é um assunto muito sério e que vem prejudicando, também, a economia da região atingida por ela”.

A deputada Rejane Dias (PT) afirmou que senadores e deputados federais piauienses estão cobrando do Governo Federal que as medidas que visam ajudar a população sejam executadas o mais breve possível.

Belê Medeiros pediu que os prefeitos piauienses repassem a parcela do Seguro Safra, que é de sua responsabilidade, para que recursos do programa sejam liberados pelo Governo Federal para seus municípios.

A deputada do PSB informou que o prefeito Gil Paraibano, de Picos, colocou transporte à disposição dos criadores daquele município para que seus animais sejam levados para áreas que tenham pastagens. “Acreditamos que essa medida vai evitar a morte de um grande número de animais”, ressaltou ele.

Autor: Repórter: J. Barros / Editor: Pires de Sabóia

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade