ad16
DestaquesMunicípiosTodas as Notícias

Betânia volta a ficar isolada após rompimento de desvios na PI-459

[ad#336×280]Os moradores da cidade de Betânia do Piauí, na região de Picos, voltaram a enfrentar problemas de deslocamentos nesta semana. Os desvios construídos pela prefeitura do município foram levados pela chuva. Eles foram construídos depois que a PI-459 rompeu em novembro de 2014. Segundo o prefeito José Evangelista da Rocha, não há previsão para que o problema seja resolvido. Por conta do problema, funcionários de outras cidades não foram trabalhar nesta quinta-feira (5).

Volume de riacho deixou estrada interditada na cidade(Foto: Elias Neto/Arquivo Pessoal)
Volume de riacho deixou estrada interditada na cidade(Foto: Elias Neto/Arquivo Pessoal)

“A estrada rompeu diversas vezes no ano passado e em todas elas eu mandei fazer um desvio que sempre é levado pela chuva. Nesta semana aconteceu novamente, a chuva levou tudo. Não dá para ficar consertando a via de forma improvisada, o correto é a construção da PI por parte da Defesa Civil”, afirmou.

José Evangelista da Rocha informou que a maioria dos funcionários que atua em Betânia, como médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, mora na cidade de Paulistana e, segundo ele, estão tendo dificuldades para chegar ao trabalho por conta do comprometimento da via.

Sobre a construção da nova estrada, o prefeito esclareceu que já foi elaborado um plano de emergência junto à Secretaria Nacional da Defesa Civil (Sedet) solicitando a liberação de recursos para resolver a situação da cidade.

“Fizemos este plano, mas infelizmente a Defesa Civil  Nacional devolveu o projeto alegando falta de informações. Estamos complementando estes dados para encaminhar novamente à Secretaria Nacional da Defesa Civil (Sedet) e espero que os recursos sejam enviados o mais rápido possível”, afirmou o prefeito.

O prefeito acrescentou que vai esperar a água reduzir seu volume para construir novamente um desvio.

Entenda o caso
Não é a primeira vez que a população de Betânia do Piauí enfrenta esse problema. No início de 2014, a chuva destruiu parte da mesma rodovia rodovia deixando a população do município ilhada. Na época, até pacientes de ambulâncias tiveram que ser carregados, passando pelo buraco aberto pela chuva, para seguir em outra ambulância.

A PI- 459 voltou a romper em novembro do ano passado e alguns profissionais ficaram impedidos de trabalhar. A população chegou a ficar sem alimentos e combustível por alguns dias.

do G1 Piauí

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade