ad16
EconomiaTodas as Notícias

Cajucutores da região de Picos contabiliza perda de 80% da safra

[ad#336×280]Os produtores de caju da grande Região de Picos já acumulam perde de mais de 80% na sagra deste ano, segundo a Central de Cooperativas dos Cajucultores do Piauí (COCAJUPI). A perda se deve principalmente aos quatro anos consecutivos de seca no semiárido piauiense e as diversas pragas que aparecem em determinados períodos do ano.

A principal praga segundo o presidente da COCAJUPI, Jocibel Belchior é a Mosca Branca, uma espécie de inseto que atacam e ocasionam muitos prejuízos às plantas cultivadas. Começam no transplante da cultura e prosseguem no decorrer de seu desenvolvimento, ocasionando em curto prazo redução acentuada da produtividade e em longo prazo comprometendo de forma irreversível a sustentabilidade de muitos canteiros agrícolas.

Agrônomo indica irrigação por gotejamento para o caju
Cultura do Caju na região de Picos

Os danos podem ser diretos, através de anomalias, ou desordens, caracterizadas pelo amarelecimento de folhas, ramos e frutos, causado pela injeção de toxinas durante o processo de alimentação do inseto. Outro tipo de dano significativo é acarretado pelo desenvolvimento de fumagina nas folhas, o que reduz a taxa fotossintética das plantas, bem como a desuniformidade na maturação das colheitas e a consequente redução da produção.

Jocibel Belchior, que também é vice-presidente da Câmara Setorial da Cajucultura do Piauí, disse que é preciso medidas emergenciais por parte do Governo para que o problema seja resolvido, evitando perdas drásticas na produção e cultivo do Caju na região.

“Precisamos de uma ação de combate a esse praga urgentemente, caso contrário nossa região irá deixar de ser uma das maiores produtoras de Caju da região. Se a essa região ficar sem a cajucutura muitas famílias terão suas vidas comprometidas”, disse Bilchior.

Tags

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade