ad16
Destaques

Caminhoneiro e policial são roubados em Picos

Na noite desta segunda-feira, 21, por volta das 22h00, um caminhoneiro que estava em companhia de um policial militar que atuava na cidade de Paulistana, foram roubados por três homens armados, às margens da BR-316, na altura do Povoado Fátima do Piauí, em Picos. O veículo que estava estacionado na rodovia por apresentar problemas mecânicos foi abordado pelo trio, que subtraiu aparelhos celulares, e a pistola do policial.

Segundo informações do comandante do 4º BPM de Picos, tenente-coronel Wagner Torres, os suspeitos de serem os autores do crime são velhos conhecidos da Polícia. São eles: José Henrique da Silva Santos, Carlos Noberto da Silva, vulgo Bebeto, e Jader Moura Coqueiro.

Foto: PM
Carlos Noberto da Silva- Foto: PM

Bebeto e Jader haviam sido detidos no mês de novembro após estarem filmando a residência de um empresário na cidade de Santo Antônio de Lisboa. Os mesmos foram postos em liberdade no dia seguinte pela Justiça.

José Henrique da Silva - Foto: PM
José Henrique da Silva – Foto: PM

Em se tratando do roubo, a Polícia Militar foi acionada e começaram a realizar diligências para localizar os suspeitos que já haviam sido identificados. “ Fomos até as residências deles, para confirmar se os mesmos teriam participado do crime. Foi quando se dirigimos até a casa do Bebeto, no bairro Cidade de Deus, onde saia um veículo Fiesta, e começou uma perseguição policial”, disse Wagner Torres.

12421688_874432752671717_1149398659_n

Ainda de acordo com o comandante Wagner Torres,  Bebeto durante a perseguição policial  se desfez de uma sacola contendo documentos e roupas. Porém conseguiu fugir, e até o momento não foi localizado pela PM.

Na casa de Bebeto ainda foram encontrados aparelhos celulares, uma motocicleta supostamente utilizada no crime, uma balança de precisão, três relógios, dois capacetes e vários outros objetos.

12421396_874437562671236_1572828557_n

Em meio às perseguições a Polícia Militar conseguiu prender José Henrique da Silva Santos, que foi posto em liberdade há quatro dias. José Henrique negou ter participado do crime. O mesmo foi conduzido à Central de Flagrantes para prestar depoimentos.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade