ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Campanha de vacinação contra Sarampo e Poliomielite encerra nessa sexta-feira (31)

No Brasil, 69% do público alvo já foram imunizados. A meta é vacinar 95% das crianças entre 1 a menores de 5 anos. Em Picos, a meta é imunizar 4.270 crianças.

A Secretaria Municipal de Saúde através da Coordenação de Imunização está realizando a Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite até sexta-feira (31). A Campanha iniciou no dia 6 de agosto e no sábado (18) foi realizado o dia “D” em 21 postos de vacinação. No Brasil, 69% do público alvo já foram imunizados. A meta é vacinar 95% das crianças entre 1 a menores de 5 anos. Em Picos, a meta é imunizar 4.270 crianças.

“O que eu venho pedir é que os pais, que são os principais responsáveis nesse processo, levem seus filhos as Unidades Básicas de Saúde, pois nós temos vacina em 10 UBS do município de Picos. Então quem ainda não levou seu filho de um ano até menores de cinco anos, ainda dá tempo levar para vacinar, pois sabemos que o melhor meio de prevenção contra sarampo e poliomielite é a vacinação”, disse a Coordenadora de Imunização Valdivânia Pacheco.

As vacinas estão sendo distribuídas nos postos onde há sala de vacina fixa. Ao total são 10 postos, sendo eles Aerolândia, Belinha Nunes, Cecília Neri, Morada do Sol, Belo Norte, Ipueiras, Paim, Antenor Neiva, Passagem das Pedras e Junco.

Para se vacinar os pais precisam levar consigo o cartão de vacina da criança e o cartão SUS, para que seja feita uma avaliação da situação vacinal da criança.

CASOS DE SARAMPO

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até o dia 21 de agosto, foram confirmados 1.087 casos de sarampo no Amazonas, e 6.693 permanecem em investigação. Já o estado de Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Entre os confirmados, 9 casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.  Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (1), Pernambuco (2) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados. Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados.

Fonte: Ascom SMS

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade