ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
Geral

Campanha Nacional da Defensoria Pública é lançada em Picos

Lançamento da Campanha da Defensoria Pública-Foto: Romário Mendes
Lançamento da Campanha da Defensoria Pública-Foto: Romário Mendes

Foi lançada nesta terça-feira (21) em solenidade realizada na Penitenciária José de Deus Barros em Picos a Campanha Nacional Da Defensoria Pública. O evento abriu uma série de atividades que serão desenvolvidas pela Defensoria Pública da cidade.

A solenidade teve início às 16h e contou com a presença dos presidiários, na qual quatros integrantes do curso de violão cantaram músicas aos presentes e apresentaram objetos feitos pelos detentos da oficina de artesanato.

Detento apresenta obras de artesanato feitos pelos detentos-Foto: Romário Mendes
Detento apresenta obras de artesanato feitos pelos detentos-Foto: Romário Mendes

Com o tema “Os defensores públicos pelo direito de recomeçar”, cujo a proposta é dar oportunidade aos detentos de resocializarem a sociedade e não voltarem a delinquir, o encontro teve como principal objetivo discutir como o projeto deve ser seguido pela frente.

Detentos da aula do curso de violão-Foto: Romário Mendes
Detentos da aula do curso de violão-Foto: Romário Mendes

Organizadora do projeto, a defensora pública da 5ª vara de Picos Valéria Diniz, conta que os detentos já estão envolvidos no projeto, através da oficina de artesanato e cursos de violão. “O objetivo é colocar o detento para trabalhar para que ele saia daqui em outra situação e vamos correr atrás das parcerias, sociedade civil e empresários para quando ele sair ir direto ao mercado de trabalho”, conta.

Sinval Hipólito e as organizadoras do projeto-Foto: Romário Mendes
Sinval Hipólito, Valéria Diniz  e as organizadoras do projeto-Foto: Romário Mendes

Também apoiando o projeto, o diretor da penitenciária Sinval Hipólito, acrescenta que o projeto irá beneficiar os detentos, familiares e a sociedade em si.

O promotor Mauricio Gomes de Sousa também esteve presente no evento. Segundo ele, o ex-presidiário merece ter espaço na sociedade, ter confiança e tentar arrumar seu emprego. “Não adianta estarmos deixando preso e pensar em uma resocialização com a sociedade em grau de semiaberto, é necessário que o cidadão preso comece a entender que a sociedade quer ele de volta e esses projetos transmitem isso”, frisou.

Autoridades participaram do evento-Foto: Romário Mendes
Autoridades participaram do evento-Foto: Romário Mendes

Participaram do evento os alunos e professores do curso de direito da Faculdade R.Sá, autoridades jurídicas e o representante do Grupo Esperança Viva (GEV) Rômulo Braga.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade