ad16
DestaquesPolícia

Caso Chico Ramos:Testemunhas e acusada são ouvidas neste momento em audiência

Teve início na manhã desta terça-feira, 09, a primeira audiência de instrução e julgamento do assassinato de Francisco Osvaldo Ramos da Silva, 43 anos, mais conhecido como “Chico Ramos”, morto a tiros na porta de casa na Avenida Manoel de Sousa, bairro Parque de Exposição, em Picos. O crime ocorreu no dia 31 de outubro do ano passado.

A audiência que acontece neste momento no Fórum Helvídio Nunes de Barros, é presidida pela juíza da 5ª Vara da Comarca de Picos, Nilcimar Rodrigues, e serão ouvidas 16 testemunhas arroladas pela defesa e acusação, mais a réu Antônia Consuelo Rodrigues Ramos, 35 anos, acusada de ser a mandante do crime.

Antônia Consuelo no banco dos réus - Foto: RiachaoNet
Antônia Consuelo no banco dos réus – Foto: RiachaoNet

O assistente de defesa, Maycon Luz, destaca que as provas de participação no crime que recaem sobre Antônia Consuelo são mediante depoimentos, o que ele considera falhas. “Hoje a nossa expectativa é muito boa, onde teremos a oportunidade de provar a inocência de Antônia Consuelo. Em meio ao processo não existe nenhuma prova que comprove a participação de Antônia no crime, pois os depoimentos dados por testemunhas inidôneas, mas não existe nenhuma prova concreta. Pretendemos demonstrar a não participação de Antônia Consuelo”, explica Maycon Luz.

11424734_777129145735412_1397034071_n

Maycon Luz ainda ressaltou a mudança nos depoimentos fornecidos à Justiça pelo suposto amante de Antônia Consuelo, Paulo Roberto.  O mesmo em depoimento perante a autoridade policial e ao representante do Ministério Público afirmou que ela teria sido a mandante do crime que tirou a vida do próprio marido. No entanto, mudou sua versão por duas vezes, o que para o assistente não é confiável.

11418374_777129209068739_1537353698_n

O assistente de acusação, Gean Clécio, acredita na culpa de Antônia Consuelo, e espera que ao final do processo a mesma seja condenada. “É o primeiro passo para que a justiça seja feita. A acusada já está presa há algum tempo e provar realmente a sua culpa, em um crime bárbaro e por motivo fútil e insignificante. No processo percebemos um histórico de traições, além do envolvimento no tráfico de drogas”, enfatiza Gean Clécio.

O pai de Chico Ramos, Osvaldo José da Silva, muito emocionado espera que a Justiça seja feita.

Relembre o caso

Os assassinos, ainda de acordo com testemunhas, estavam em uma moto de cor escura e fugiram logo após os disparos. Chico Ramos era casado com a dona de um dos trailers da Praça Valquíria Monteiro, no bairro Junco, conhecida como Consuelo.

 

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também