ad16
DestaquesGeralMonsenhor HipólitoMunicípios

Multidão dá o último adeus a Sinhazinha, ex-primeira dama de Monsenhor Hipólito

[ad#336×280]Uma multidão de pessoas, entre amigos, familiares e conhecidos compareceram para dar o último adeus à ex-primeira dama do município de Monsenhor Hipólito, professora Maria de Sá Bezerra, dona Sinhazinha Bezerra como era conhecida na região de Picos. Velada durante o início da tarde da segunda-feira(08) na residência da mesma, na avenida Manoel Alves Bezerra até às 16h do mesmo dia, quando foi trasladada para a Igreja Matriz de Santana, onde aconteceu a missa de corpo presente.

A celebração foi presidida pelo pároco Miguel Feitosa e foi acompanhada por centenas de pessoas que lotaram as dependências da Igreja, numa demonstração de reconhecimento das boas práticas e ações da primeira professora do município de Monsenhor Hipólito que a despeito das divergências políticas locais compareceram para dar o último adeus a dona Sinhazinha em plena segunda-feira.

Igreja Matriz em Monsenhor Hipólito
Igreja Matriz em Monsenhor Hipólito

O filho José Ayrton Bezerra que já exerceu o cargo de prefeito por três mandatos, a nora Gardênia Portela Santos Bezerra, juntamente com as netas Patrícia e Karol acompanharam a celebração e cortejo sob visível emoção e tristeza. Dona Sinhazinha, faleceu na manhã de segunda-feira(08) na UTI do Hospital Regional Justino Luz, na cidade de Picos, justamente na unidade de saúde em que o seu filho é o  atual  diretor.

Autoridades políticas, a exemplo do prefeito de Picos Kleber Dantas Eulálio, o deputada estadual Tadeu Maia Filho, o ex-deputado Tadeu Maia, o ex-prefeito de Itainópolis Raimundo Maia, a ex-prefeita de Francisco Santos, Carleuza Santos, o ex-prefeito de Monsenhor Hipólito Zenon Bezerra e os médicos Evandro Lopes, Felipe Santos, José Virgilio, Hercílio Moura, empresária Dinalba entre outras autoridades  visitaram a ex-primeira dama na Igreja de Santa Ana e de lá, o corpo seguiu para o cemitério Lago da Paz onde foram prestadas as últimas homenagens, antes do enterro.

O filho José Ayrton declarou que Sinhazinha era um exemplo de mãe, sempre presente, carinhosa e conselheira e deixou marcas indeléveis ficada na beira da estrada da cidade de Monsenhor Hipólito.

“Mesmo com 90 anos quando eu entrava naquela casa eu sentia força e energia, cada dia que eu a olhava e a beijava a gente se transmitia força. Agora na UTI em Picos, mesmo entubada e sem voz, ela olhava as vezes pra mim e seu olhar me dava força e coragem e eu entendia tudo naquele olhar. Mesmo sendo médico e convivendo com a morte todo dia, estou sentindo uma dor muito grande. Nos conforta saber que minha mãe nunca teve adversários teve apenas amigos”, disse José Ayrton.

O prefeito Municipal Francisco Anísio de Sousa ( Timá -PMDB) lamentou a morte de dona Sinhazinha e decretou luto oficial de três dias em homenagem a primeira professora do município e ex-primeira dama Sinhazinha. O sepultamento ocorreu às 18h no cemitério Lago da Paz , no local onde está o corpo do esposo Manoel Alves Bezerra falecido em 16-07 de 2006 e também a filha Emília de Sá Bezerra.

Sinhazinha -1 Sinhazinha 2 Sinhazinha 3 Sinhazinha 4

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade