ad16
DestaquesGeral

Centenas de picoenses protestam no #VemPraRuaPicos

[ad#336×280]A onda de insatisfação que invadiu as ruas brasileiras na última semana chegou a Picos. No final da tarde desta sexta-feira (21) centenas de picoenses de todas as idades saíram às ruas para cobrar das autoridades competentes um país melhor.

O protesto foi engajado também por familiares de vítimas da violência e da criminalidade na cidade. Segundo Leonardo Barbosa, irmão do vereador Titico Barbosa – assassinado a tiros em outubro de 2012 – a família ainda pede justiça pela morte do vereador. Os dois acusados seguem presos aguardando julgamento.

Familiares do cantor Edimar Bringeo, morto em 15 de maio deste ano, também protestaram com faixas e cartazes. Entre os rostos, também era possível identificar a família do empresário Epaminondas Feitosa, vítima mais recente da violência em Picos. O empresário foi morto com nove tiros na porta de casa; os assassinos fugiram.

Também estavam presentes os familiares de Pedro Sabino da Costa, mais conhecido como Pedro Açougueiro. Ele foi morto com um tiro na cabeça no dia 27 de abril no bairro São José em Picos.

CLIQUE E VEJA ÁLBUM DE FOTOS

“Não é só pela copa ou por R$ 0,20”, disse a estudante universitária Aline Moura. “É por tudo! O preconceito, a violência e tudo o que vemos e não aceitamos mais”, completou Nora Ferreira, estudante do 3º ano da rede pública de ensino.

Manifestantes pedem valorização da vida e fim dos crimes de pistolagem - Foto: Romário Mendes
Manifestantes pedem valorização da vida e fim dos crimes de pistolagem – Foto: Romário Mendes

“Falta ordem nesse progresso”, dizia um dos cartazes. Sua autora, a estudante do curso de História da UFPI Aleisia Carvalho afirma que “falta ordem em tudo”. De acordo com ela, enquanto o país se volta para os jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo 2014 – sediada no país – os brasileiros vivem uma reviravolta e protestam. “Não tem como aguentar mais”.

Paz  - Foto: Romário Mendes
Paz – Foto: Romário Mendes

De acordo com Edna Moura, presidente do SINDSERM e uma das organizadoras da manifestação, a quantidade de manifestantes nas ruas de Picos não surpreendeu. As mais de duas mil pessoas já eram esperadas com ansiedade pela organização do evento, que valorizou a onda de indignação que invade o país.

“É um sentimento nacional. Basta de corrupção! Basta de desvio de dinheiro público no nosso país. [Queremos] Mais investimentos em educação, mais investimentos em saúde porque as consequências serão positivas e a violência irá diminuir em todos os cantos do país.”

Pastor Marcus Feliciano também foi alvo da indignação picoense - Foto: Romário Mendes
Pastor Marcus Feliciano também foi alvo da indignação picoense – Foto: Romário Mendes

A coordenadora da manifestação ainda ressaltou que os cartazes cobrando o fim da corrupção e com valores políticos não atrapalharam o ato, organizado inicialmente para reivindicar menos violência e criminalidade na cidade.

Os manifestantes se concentraram no bairro Bomba e saíram em caminhada, passando pela Avenida Getúlio Vargas, até a Praça Félix Pacheco, no centro da cidade.

A manifestação foi pacífica e acompanhada em todo o trajeto por policiais militares e do Ronda Cidadão.

Bocainenses também vieram a Picos para abraçar a causa - Foto: Romário Mendes
Bocainenses também vieram a Picos para abraçar a causa – Foto: Romário Mendes

 

 

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade