ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Cheios de alegria e emoção, fieis celebram encerramento do mês do Sagrado Coração de Jesus; veja fotos

Cerca de 500 pessoas estiveram presentes na última celebração deste ano e espalharam-se pelas ruas e avenida Getúlio Vargas para poderem acompanhar de perto o festejo.

Na noite desta quarta-feira (30) aconteceu o encerramento dos Festejos do Sagrado Coração de Jesus, comemorado durante todo o mês de junho. A celebração, marcada por muita alegria e emoção, contou com a presença de cerca de 500 fieis, número presente nos últimos três dias, segundo a organização.

O bispo da Diocese de Picos, Dom Plínio, foi o celebrante da noite de encerramento do Sagrado Coração de Jesus. Ele exaltou a colaboração dos fieis para que tudo saísse a contento, em ordem.

Dom Plínio, bispo da Diocese de Picos (Foto: Jaqueline Figueredo)

“Participei de três celebrações esse mês e o que percebo é que o povo colaborou muito. Essa festa tem esse êxito merecido pelo esforço que fizeram. A equipe de organização levou muito a sério essa questão dos protocolos e isso já deixa uma tranquilidade, uma segurança, pois estamos nesse período que exige o cumprimento dessas determinações. Essa devoção forte do povo, esse lado religioso, o sentimento de amor por Jesus fez com que a festa saísse a contento. O festejo desse ano ultrapassou as expectativas”, destacou ele.

O Bispo destacou ainda que, mesmo em meio à pandemia, as pessoas já conhecem os riscos e, por isso cooperaram para o bom andamento do novenário.

“No ano passado, como era a primeira experiência em meio aos riscos, e ninguém conhecia a doença, a participação foi suspensa. Agora muitos sofreram na pele a doença, muitos perderam pessoas que amam e sabem a seriedade em cumprir as orientações. As pessoas estão mais conscientes dos riscos, mais organizadas e cumprindo as determinações de distância uma da outra, com máscaras e usando álcool em gel, o que fez com que lográssemos êxito”, pontuou.

Dom Plínio enfatizou a importância da festividade não apenas no mês de junho, mas no dia a dia dos fieis. “O Coração de Jesus é o centro de nossa orientação para Deus. Ele é o supremo de nosso coração que nos eleva para a santidade. As pessoas devem ver Jesus Cristo não só na festa, mas sempre, no dia a dia. A festa deve continuar no coração das pessoas todos os dias, não apenas nesse período”, destacou.

João Victor, secretário do Apostolado da Oração e um dos organizadores, afirmou que o festejo superou as expectativas da organização e dos fieis.

João Victor, secretário do Apostolado da Oração (Foto: Jaqueline Figueredo)

“O festejo superou todas as expectativas. Estávamos apreensivos quanto à preparação, mas, graças a Deus, realmente superou. Contamos com a colaboração dos jovens do EJC, que nos deram uma força para que a gente conduzisse os festejos durante esses 30 dias de novena. Tivemos vários padres e grupos que nos ajudaram na liturgia e, assim, concluímos esse mês todo dedicado ao Sagrado Coração de Jesus”, falou.

Cerca de 200 pessoas participaram da organização do festejo. Foram dispostas, na parte externa do templo, cadeiras devidamente afastadas umas das outras, telão e caixa de som. Os fieis foram orientados, ainda, a estarem obrigatoriamente de máscaras e utilizarem álcool em gel sempre que possível.

“Todo esse esquema foi montado para que pudéssemos acolher bem as pessoas que participaram todos os dias. Dentro da igreja usamos a capacidade de 25% das pessoas, além das cadeiras dispostas do lado de fora, para que as pessoas pudessem assistir as missas e se sentirem seguras na parte interna e externa de nossa igreja. Concluímos da melhor forma”, declarou.

Nos últimos três dias as missas contaram com cerca de 500 pessoas presentes, o dobro dos demais dias do mês. Na transmissão ao vivo estavam presentes cerca de 500 pessoas.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade