ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralMunicípiosTodas as Notícias

Cidades da região de Picos ficarão sem delegado

[ad#336×280] O delegado de Polícia Civil, Dr. Antônio Nilton Alves de Moura, anunciou, em entrevista, que só vai responder pelas cidades sedes de Comarca, em cumprimento a uma ordem judicial do juiz Aderson Antônio Brito Nogueira, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Piauí.

A decisão da Justiça atende a um pedido do Sindicato dos Delegados de Carreira da Polícia Civil (Sindepol), que é contra o acúmulo de função. A liminar, na verdade, garante ao delegado o direito de responder por apenas uma cidade. Dr. Nilton, que é lotado na cidade de Padre Marcos, afirmou que vai atender também a cidade de Jaicós, sede da 13ª Delegacia Regional.

“Por uma decisão pessoal, continuarei a responder também pela cidade de Jaicós, que também é sede de Comarca. Já as outras seis cidades [Massapê, Patos, Campo Grande, Belém, Francisco Macedo e Vila Nova] termos judiciários das respectivas Comarcas, não serão atendidos”, disse.

Delegado de Polícia Civil, Dr. Antônio Nilton Alves de Moura - foto: Danilo Bezerra
Delegado de Polícia Civil, Dr. Antônio Nilton Alves de Moura – foto: Danilo Bezerra

Segundo explicou o delegado, só serão registradas as ocorrências graves, como homicídio, roubo, assalto e estupro. Outras de menor gravidade como lesão, ameaça e outras, não serão atendidas durante a vigência da decisão judicial.

O delegado Antônio Nilton é um dos casos de elevado acúmulo de funções. Ele respondia pelo expediente de oito cidades. Para Andréa Magalhães, presidente do Sindicato, do que adianta o delegado ter uma portaria lhe dando “competência” para atuar em oito municípios se ele não tem condições. “Está lá no papel, mas fisicamente é impossível e só quem perde é a população”, criticou.

Com o cumprimento da ordem judicial, segundo dados do Sindepol, pelo menos 100 municípios piauienses vão ficar sem delegado de Polícia.

Fonte: CidadesnaNet

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade