ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesEleições 2018Todas as Notícias

Ciro Nogueira: Padre Walmir é um “desastre administrativo”.

No último domingo, o padre-prefeito anunciou apoio à candidatura de Wilson Martins (PSB), que é da oposição.

Ter apoio de prefeito em eleição de senador é quase sempre muito bom. Se você perguntar a Ciro Nogueira (Progressistas), que tem apoio de quase todos eles no Piauí, ele vai dizer que é verdade. O problema, segundo ele, é quando o prefeito é um “desastre administrativo”. Exemplo? Padre Walmir, do PT, em Picos.

No último domingo, o padre-prefeito anunciou apoio à candidatura de Wilson Martins (PSB), que é da oposição. O Política Dinâmica foi perguntar ao senador governista se essa situação não o constrangia, uma vez que o padre não vota nele. E segundo Ciro, “não vota graças a Deus”!

RENÚNCIA

“Ele tem sido um desastre administrativo. Basta que a população de Picos veja o que acontece em Oeiras, ali perto, que tem um prefeito competente, sério, trabalhador. Veja o que o senador Ciro conseguiu fazer em Oeiras, os investimentos que foram feitos. Floriano, que é outra cidade que está próxima de Picos, a quantidade de investimentos em todas as áreas. Eu não deveria chamar mais esse cidadão (Walmir) de padre, só pelo que ele tem feito de mal à população de Picos”, comparou Ciro.

Veja a entrevista com Ciro Nogueira

Aliás, segundo o progressista, o padre ainda o procurou. “Não aceito, não quero seu apoio, porque o senhor é um desastre administrativo. O senhor já deveria ter renunciado à prefeitura de Picos. O senhor tem atrapalhado a cidade!”, declarou Ciro, aconselhando diretamente o prefeito a uma saída minimamente digna da vida pública.

Citando o nome de lideranças locais como Gil Paraibano e Zé Neri, o senador alegou que o prefeito não tem condições de representar o povo de Picos de qualquer forma. Questionado sobre o fato do gestor ser do mesmo partido que o governador Wellington Dias, da chapa dele, Ciro disse que esse é um problema interno do PT, mas demonstrou alívio ao citar que a imagem de Wellington Dias é “descolada” do padre. “Ele não consegue nem andar na rua. Eu estive semana passada lá com o governador e ele não pôde nem fazer uma caminhada com a gente porque a população não aceita”, recordou.

Fonte: Política Dinâmica

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade