ad16
GeralTodas as Notícias

Cleandro Moura toma posse como procurador-geral de Justiça do Piauí

O novo PGJ-PI ocupará o cargo pela terceira vez, sucedendo a promotora de Justiça Carmelina Maria Mendes de Moura.

O promotor de Justiça Cleandro Alves de Moura tomou posse como procurador-geral de Justiça do Piauí para o biênio 2021-2023, durante sessão solene do Colégio de Procuradores do Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), realizada nesta segunda-feira (12). O novo PGJ-PI ocupará o cargo pela terceira vez, sucedendo a promotora de Justiça Carmelina Maria Mendes de Moura.

Devido à pandemia, a solenidade ocorreu de modo híbrido: parte presencial, com número reduzido de pessoas e observância a todos os protocolos de biossegurança; e parte remota, com a participação de autoridades e convidados em plataforma virtual.

Foto: MPPI

Cleandro Moura integrou, com outros dois candidatos, uma lista consolidada a partir de eleição realizada no dia 12 de junho deste ano. Votaram todos os membros do MPPI no efetivo exercício de suas funções. A relação assim composta foi encaminhada ao governador do Estado para escolha e nomeação do PGJ, nos termos da Lei Orgânica do Ministério Público.

Com 25 anos de serviços prestados à instituição e à sociedade, Cleandro Moura destacou em seu discurso pontos do novo plano de gestão como: o enfrentamento da criminalidade, a partir de uma reformulação da política de segurança pública; a valorização dos integrantes do MPPI; a reestruturação e fortalecimento dos Grupos de Atuação Especial; aproximação com a sociedade; fortalecimento das instâncias superiores deliberativas da instituição e reestruturação da Central de Inquéritos e do Núcleo Criminal da Instituição.

“Buscaremos, cada vez mais, intensificar a aproximação com a sociedade e fomentar a solução pacífica de conflitos, impulsionando novas formas de escuta qualificada da população e de diálogo deliberativo, com a estruturação da atividade ministerial preventiva e sistemática”, enfatizou o PGJ empossado.

Cerimônia
A sessão solene foi presidida pela então procuradora-geral de Justiça Carmelina Moura. Ao se pronunciar, a promotora de Justiça agradeceu a todos, apresentou ao público um balanço da última gestão e desejou boas vindas ao novo PGJ.

Foto: MPPI

“Há dois anos, assumia a chefia do nosso amado Ministério Público. Grande a alegria e a gratidão pela oportunidade de administrá-lo. Terminado o mandato, a emoção é idêntica, agora, pelo sentimento de dever cumprido e os resultados alcançados. Nessa trajetória, estive ladeada de valorosos membros e servidores comprometidos à causa ministerial. Sem eles, nao teria conseguido. E destino meus sinceros agradecimentos a todos. Foram dois anos de grandes desafios e situações inesperadas. Tudo superado, pois norteado por amor e compromisso com nosso Ministério Público e sociedade”, disse Carmelina Moura.

Também integraram a mesa de honra: o secretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles; o conselheiro e Corregedor Nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima e o conselheiro e Ouvidor Nacional do Ministério Público, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto. De forma remota, a vice-governadora do Estado do Piauí, Regina Sousa, acompanhou a sessão e representou o governador do Estado, Wellington Barroso de Araújo Dias. Durante pronunciamento virtual, a vice-governadora ressaltou a importância da promoção da justiça social pelos membros do Ministério Público e leu o “Poema do Aviso Final”, de autoria do poeta piauiense Torquato Neto.

A cerimônia foi transmitida e acompanhada pelo canal MPPI Oficial, no YouTube, por sala virtual e pela TV Assembleia do Piauí, canal 16.1.

Biografia
Cleandro Alves de Moura é piauiense, natural de Teresina, formado em Direito pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR, no ano de 1990. É especialista em Direito Civil e Processual Civil, pela Universidade Federal do Piauí.

Aprovado no 1º concurso para provimento de cargo de delegado de Polícia Civil de carreira do Piauí, foi nomeado após o curso preparatório realizado pela Academia de Polícia Civil. Atuou como advogado militante, de 1990 a 1994, e defensor público do Ceará, de 1995 a 1996.

Foto: MPPI

Nomeado para os quadros do Ministério Público do Estado do Piauí em 1º de fevereiro de 1996, iniciou na carreira como promotor de Justiça substituto nas Promotorias de Avelino Lopes, Parnaguá e Curimatá.

Respondeu por diversas outras Promotorias, dentre as quais São Gonçalo, Pio IX, Santa Cruz, Cocal, Luzilândia, Esperantina, Barras, Luiz Correia, Parnaíba, Canto do Buriti, Elizeu Martins, Pedro II, Guadalupe e Campinas do Piauí.

Foi coordenador-geral do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor e também Chefe de Gabinete da Procuradora-Geral de Justiça no biênio 2013- 2015. Exerceu o cargo de procurador-geral de Justiça nos biênios 2015-2017 e 2017-2019. Foi vice-presidente do Conselho Nacional de Procuradores- Gerais (CNPG) para a região Nordeste. Subprocurador-geral de Justiça jurídico de julho de 2019 a junho de 2021. Respondeu ainda pelo cargo de Subprocurador-Geral de Justiça Administrativo. É o atual titular da 36ª Promotoria de Justiça de Teresina, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

Da Redação Cidade Verde com informações do MPPI

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade