ad16
MunicípiosSimões

Cobrança de impostos pode acabar com Feira livre de Simões

[ad#336×280]Na ultima feira livre na manhã de sábado no dia 08/02/2014 os camelôs que trabalham no município de Simões a décadas, foram impactados por cobranças de impostos  exacerbados, durante entrevista os camelôs declararam que foram surpreendido por um servidor publico da secretaria de fazenda (SEFAZ), o mesmo informou a todos os trabalhadores de rua que a partir da data citada toda a mercadoria comercializada seria fiscalizada e o método de pagamento de impostos a vigorar seria outro.

Como representantes dos feirante, Erismar Gomes Fereirra que trabalha na cidade  a mais de 20 anos disse em suas palavras “ se eu tiver que pagar um imposto desse vai ser minha ultima “feira” aqui, eu já pago a algum tempo 90 reis quinzenalmente, e nessa nova forma de arrecadamento eu vou ter  que pagar 1.200 reais por Quinzena” ele ainda relatou que não teria condição, pois assim o seu trabalho não pagaria nem mesmo o imposto de renda.

Cidade de Simões-PI Foto: Divulgação
Cidade de Simões-PI
Foto: Divulgação

O fiscal pactuou  um acordo com os camelôs, nessa obrigação os vendedores devia ir a cidade montar seu comercio (barraca) e no final do expediente deveriam pagar o imposto pactuado entre eles, e o vendedor que não auferisse o pagamento cobrado  iriam cumprir a obrigação com o seu material de trabalho a mercadoria como pagamento. com isso o criou-se um desarranjo, pois os camelôs não tinha conseguido apurar o dinheiro cobrado.

No final da tarde quando estavam se reunindo para se dirigir ao posto fiscal, Os vereadores Luciano Cesar e Pedro custodio de Simões se juntaram a eles para tentar resolver o problema. Chegando no posto fiscal já estavam dois vereadores das cidades circunvizinhas. durante uma reunião entre camelôs, vereadores e fiscal  foi resolvido o problema,  provendo assim o risco que existia de se extinguir a feira livre simonense, que além de exterminar uma cultura vivenciada a séculos  deixaria um déficit nos cofres municipais.

Fonte: Veredas FM

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade