ad16
CulturaGeral

Coca-cola retira nome cajuina de refrigerante

Cajuína, patrimônio cultural do Piauí
Cajuína, patrimônio cultural do Piauí

A empresa coca-cola, após polêmica sobre o uso do nome cajuína para denominar um novo refrigerante, resolveu mudar para crush caju.

A decisão foi negociada ontem à tarde pelo senador Wellington Dias (PT), que esta semana registrou pronunciamento no senado, condenando o uso do nome sem autorização do Governo do Piauí, uma vez que através de decreto a cajuína passou a condição de patrimônio cultural do Piauí.

“Quando governador do meu Estado, acatando sugestão do Conselho Estadual de Cultura, bem como já prevendo certas malandragens do capitalismo, baixei um decreto que torna de “Interesse Cultural o Modo de Fazer Tradicional da CAJUÍNA do Estado do Piauí, passando a integrar o Patrimônio Cultural do Estado”, afirma W. Dias.

O protesto pelo uso do nome cajuína foi iniciado pelo intectual Joca Oeiras e ganhou repercursão a partir das redes sociais da internet.

No dia de ontem a polêmica ganhou ainda mais repercussão na Assembléia Legislativa. É que aconteceu uma audiência pública, de iniciativa da deputada estadual, Flora Izabel (PT) para debater o assunto.

“Na audiência de ontem foi sugerido que a empresa retirasse o nome cajuína e colocasse cajú, seguindo a lógica do que já faz com outros sabores, como crush uva, laranja e assim por diante”, ressalta a deputada.

AcessePiauí

[ad#ad-3][ad#ad-3]
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade