ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Comandante da PM nega que tiros tenham atingido carro de promotor

O comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos, tenente coronel Edwaldo Viana, esclareceu o incidente ocorrido na noite desta quarta-feira, 20, em que policiais descaracterizados teriam alvejado o carro do promotor de Justiça, Eduardo Plácido, que atua no município de Bom Jesus. Segundo ele, nenhum disparo atingiu o carro do promotor, e a munição utilizada eram balas de Festim.

O fato ocorreu por volta de 9h30min, durante uma barreira policial, na entrada do Povoado Torrões.

Tenente Coronel Edwaldo Viana
Tenente Coronel Edwaldo Viana- Foto: Reprodução

O comandante Edwaldo Viana explicou que apesar do engano, ainda na noite de ontem tudo  foi elucidado junto ao promotor Eduardo Plácido.

“Nós estávamos numa barreira no Povoado Torrões, onde há muitos carros roubados, e o promotor que tinha saído para jantar se perdeu nas redondezas, e ao ver a movimentação dos policiais ele voltou. Nós tínhamos um carro a frente e nossos policiais descaracterizados tentaram abordar o promotor e ele acelerou. Nossos policiais deram um tiro pra cima de bala de Festim, e ele assustado acelerou mais ainda e bateu no meio-fio. Temos um bom relacionamento com o Ministério Público, e se nós erramos, nós pagamos”, afirmou o comandante.

13697231_133952683706341_5282471134580729271_n
Barreira na entrada do Povoado Torrões

O tenente coronel Edwaldo Viana ressaltou que os policiais andam descaracterizados durante as operações para dificultar que os criminosos os identifiquem, e assim consigam fugir de abordagens da Polícia.

O comandante ainda acrescentou que todas as armas usadas pelos policiais e os carros, utilizados pela PM e o promotor foram submetidos à Perícia.  A medida para  ele foi necessária para comprovar que as balas eram de Festim, que apenas fazem barulho como armas normais, mas não possuem projeteis. Além disto, demonstrar que o carro do promotor Eduardo também não havia sido atingido.

LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também