ad16
DestaquesGeralMarcolândiaMunicípiosPolíciaTodas as Notícias

Comerciante é preso em Marcolândia acusado de pedofilia

[ad#336×280]A polícia militar de Marcolândia, comandada pelo Tenente de Assis prendeu na tarde dessa segunda-feira(13/10/14) o comerciante Orlando João da Silva, 50 anos, acusado de pedofilia.

Segundo informações do tenente de Assis para o Marcolândia em Foco; o comerciante foi preso em sua própria residência após a polícia receber uma ligação anônima de vizinhos do acusado, de que o mesmo teria corrido atrás da menor A.P.P.S, de apenas 11 anos de idade, na tentativa de estuprá-la.

Diante da informação o Cabo José, Soldado Leal e o Tenente de Assis se deslocaram até o local indicado e lá encontraram mais de 15 DVD’s pornográficos no quarto do acusado, além de uma chupeta, pacotes de biscoitos e pipocas, que eram usados para atrair as vítimas.

Orlando João da Silva, 50 anos, acusado de pedofilia-Foto: Marcolândia em Foco
Orlando João da Silva, 50 anos, acusado de pedofilia-Foto: Marcolândia em Foco

Diante do material encontrado a polícia de Marcolândia, comandada pelo tenente de Assis deu voz de prisão ao mesmo. Em depoimento a polícia, vizinhos do acusado informaram os nomes da crianças e adolescentes que frequentaram o seu comércio. Relataram ainda que achavam estranho que sempre quando as menores adentravam no comércio o mesmo fechava os portões.

Diante de todos os fatos já narrados, o tenente de Assis convidou as 7 menores, de iniciais M.G.S 13 anos, J.M.L 13 anos, M.B.S 12 anos, E.F.S 10 anos, A.T.C 13 anos, A.P.P.S 11 anos, M.L.S.L 11 anos, todas entre 9 e 14 anos de idade, juntamente com suas genitoras e as conselheiras tutelares para um interrogatório no GPM local; onde as 7 menores, todas confessaram que a tempo vinham sendo assediada e estuprada e muitas vezes ameaçada de morte, se alguma dessas contasse para os seus familiares. Onde as menores também confessaram , que antes de praticar o ato libidinoso, o acusado utilizava um aparelho de  DVD, colocando filmes pornográficos, onde as menores eram obrigadas a fazer tudo o que estava no filme e que o acusado sempre mantinha relação com mais de uma menor ao mesmo tempo.

Ainda segundo as vítimas, elas recebiam por cada programa de 5 a 30 Reais e muitas das vezes dava bala e chiclete. Duas das menores relataram o envolvimento de uma outra pessoa, que levava as duas até a casa do acusado. E que esse gerenciador identificado apenas por Nenem, era quem levava as pornografias para o acusado. Este elemento estar foragido e será representado pela sua prisão preventiva.

O acusado estava com mais de dois anos que residia na cidade de Marcolândia, onde seu primeiro comércio foi no bairro Novo Milênio e depois transferiu para o centro. O caso causou repercussão, medo e assombro das pessoas dignas de Marcolândia.

O acusado foi atuado em flagrante será apresentado ao delegado regional de polícia civil de Simões Dr. Ferdinando Martins de Araújo e responderá pelo crime de estupro de vulnerável e ameaça(Artigo 217 do código penal), sua pena- reclusão pode variar de 8 a 15 anos. Após depoimento o mesmo será transferido para a penitenciária Vereda Grande na cidade de Floriano do Piauí.

Marcolândia em Foco

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade