ad16
EconomiaGeral

Conab limita venda de milho no Piauí; greve já compromete os estoques

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) limitou a 2 mil quilos o fornecimento de milho aos agricultores do Piauí que estão agendados para o mês de agosto. Uma greve de caminhoneiros na região produtora comprometeu o estoque de milho no Estado e a limitação é uma forma de poder atender a demanda.

Milho na Conab estocado

Até a primeira quinzena de julho, a Conab vendeu a preço subsidiado mais de 4,3 milhões de quilos de milho no Piauí, mas com a greve os carregamentos procedentes de Mato Grosso ficaram mais difíceis. Mesmo assim, a companhia garante que não vai faltar o produto. A previsão é de que no mês de agosto a situação esteja normalizada.

A venda de milho a preços subsidiados faz parte do programa do Governo de auxílio aos criadores da região afetada pela seca e que estavam sem ração para alimentar os rebanhos. Inicialmente destinado aos criadores dos municípios em estado de emergência, o milho, hoje, pode ser adquirido por pessoas de qualquer município do Estado nos armazéns de Teresina, Picos, Floriano e Parnaíba.
Só em Teresina, foram vendidos 2,753 milhões de quilos do produto para 200 municípios. O milho custa entre R$ 0,30 e R$ 0,41, dependendo da quantidade.
Para quem compra até 3 toneladas, o quilo de milho sai a R$ 0,30, praticamente a metade do valor cobrado no comércio; para quem compra de 3 a 7 toneladas, o quilo custa R$ 0,35; e para quem quer adquirir de 7 a 14 toneladas, R$ 0,41.
cidadeverde.com
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade