ad16
GeralTodas as Notícias

Conferência abre programação do Setembro Amarelo

Campanha é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a UFPI por meio do Programa de Educação Para o Trabalho em Saúde, o PET-Saúde/Inter-profissionalidade.

A abertura oficial da Campanha Setembro Amarelo aconteceu na noite de ontem, 10, às 19:20h, no auditório Fontes Ibiapina, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). A Campanha é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a UFPI por meio do Programa de Educação Para o Trabalho em Saúde, o PET-Saúde/Inter-profissionalidade.

Após a solenidade de abertura, iniciou a conferência que discutiu o tem “Quebrando silêncios: diferentes formas de falar”, que foi conduzida pelo Professor Mestre Renato Mendes do curso de Medicina, Professor Doutor Fernando Sergio do curso de Enfermagem e a Dra Karla Mesquita, médica do programa de Estratégia de Saúde da Família.

Mesa de honra da conferência- Foto: CCOM

Para a acadêmica Sabrina Barros, o evento deveria ter a presença de mais jovens, pois o tema é importante para as pessoas. Para ela, que já tentou cometer suicídio, a atenção e a presença próximo de uma pessoa que está passando por uma dor como essa é fundamental para que ela consiga enfrentar isso.

Sabrina Barros, participante da conferência

O Professor Mestre em psicologia, Renato Mendes explica que o tema sobre suicídio é um tabu, mesmo dentro da comunidade acadêmica, mas, mesmo no seio familiar é um assunto muito difícil de ser tocado e debatido pelos membros da família.

Participante do grupo de trabalho da UFPI e acadêmica de medicina, Illana Lessa avalia o evento como importante para que, principalmente, os estudantes para que conversem mais sobre isso. Ela espera que a campanha consiga quebrar esse estigma, pois as pessoas precisam cuidar mais da saúde mental.

A médica Karla Talita, avalia que é importante para os profissionais de saúde estejam preparadas para discutir esse tema do suicídio pra que consigam levar essas informações para a comunidade e que os casos recorrentes são, a cada dia, estão se tornando mais comuns.

Representando a a SMS no evento, o coordenador do Centro de Apoio Psicossocial – Álcool e Drogas, Eduardo Dantas avaliou a conferência como importante e no âmbito da campanha, o Caps AD II está de braços abertos para acolher essas pessoas que estão passando por esse tipo de problema.

Eduardo Dantas, coordenador do Caps AD II
Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade