ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
CidadeDestaquesGeralSussuapara

Confusão: Aterro sanitário de Picos foi construído dentro dos limites de Sussuapara

[ad#336×280]Mais uma reviravolta no assunto que tem gerado polêmica na cidade de Picos desde o último mês: o aterro sanitário localizado no Valparaíso. O assunto volta a ganhar repercussão após a descoberta de que a área onde o aterro foi construído está dentro dos limites do município de Sussuapara.

A informação passou despercebida até mesmo para o antigo dono do terreno desapropriado, o empresário Francisco de Assis Cosme, Sisô, do Grupo Armazém Nordeste. Além dele, os representantes do poder público picoense também não atentaram para a demarcação das terras que marcam os limites da cidade de Picos com municípios vizinhos.

Em entrevista, o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Glauber Silva, garantiu que enquanto o problema não for resolvido o lixo produzido em Picos continuará sendo depositado no aterro sanitário.  Ainda de acordo com ele, a Prefeitura Municipal procura agora meios legais para solucionar a questão no âmbito jurídico.

A confusão em relação aos limites geográficos é fruto da última demarcação territorial realizada pelo IBGE em 2010, através do novo marco demarcatório, onde os limites de Sussuapara avançaram em relação a Picos.

“O empresário que era dono da área afirma que seu registro de imóveis é do município de Picos, a gestão passada o desapropriou pensando que o terreno fosse do município de Picos e até os moradores da região não sabiam que a área pertencia ao município de Sussuapara”, explica Glauber Silva.

Para os moradores do Valparaíso, zona rural de Picos, a confusão reacendeu a esperança de que o lixo seja depositado em outro local, longe das terras cultivadas pelos agricultores da região. De acordo com Neto Araújo, uma das lideranças da comunidade, o diálogo com o prefeito de Sussuapara, Edvardo Rocha, mais conhecido como Pé Trocado, já foi iniciado e é uma das esperanças de que o aterro seja desativado ou transferido para outro local.

Confusão: Aterro sanitário de Picos foi construído dentro de limites de Sussuapara - Foto: ValparaísoNews
Moradores denunciam poluição nas áreas no entorno do aterro – Foto: ValparaísoNews

O morador denuncia irregularidades e afirma que o lixo está sendo depositado de forma irregular, diferente do projeto inicial do aterro sanitário apresentado à população. “A situação é cada dia mais agravante”, pontua.

O secretário de Meio Ambiente confira que o aterro ainda não está funcionando de forma plena. “Nós não temos na BR-316 o aterro sanitário que planejamos e projetamos. É uma coisa bem provisória. Mas eu acredito que é vinte vezes melhor que o lixão da Altamira”, frisa.

::Leia Mais

::Aterro Sanitário de Picos já começou a funcionar
::Moradores realizam manifestação contra implantação do Aterro Sanitário
::
Catadores de lixo fazem apelo à prefeitura de Picos

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade