ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
PolíciaTodas as Notícias

Conselho Tutelar quer imagens para descobrir quem abandonou bebê

[ad#336×280]O Conselho Tutelar de Picos solicitou para a polícia as imagens das câmeras localizadas próximo da Clínica de Urgência, onde um recém-nascido foi encontrado. O bebê do sexo masculino foi achado na quinta-feira (17) dentro de duas sacolas, coberto por um pano e com uma fita adesiva na boca. Segundo o conselheiro tutelar Josimar Lima, o pedido das imagens foi feito para tentar identificar a pessoa que abandonou o recém-nascido.

“A polícia ainda não conseguiu identificar a pessoa que teria abandonado o bebê, por isso pedimos que as imagens de estabelecimentos próximos à clínica sejam recolhidas. Acreditamos que com elas podemos descobrir a identidade desta pessoa”, disse o conselheiro.

Bebê passa bem - Foto: Reprodução/Cidade Verde
Bebê passa bem – Foto: Reprodução/Cidade Verde

No entando, Josimar teme que os vídeos não possam ajudar a polícia já que em alguns estabelecimentos não há o arquivamento de imagens.

O delegado responsável pelo caso Antonio Madison Vieira foi procurado para falar sobre o caso, mas afirmou que ainda estava ouvindo depoimentos e não poderia comentar sobre o assunto.

O bebê, que nasceu com 50cm e 2.800kg, foi encaminhado para o Hospital Justino Luz, onde segundo o diretor da unidade de saúde, José Airton Bezerra, deverá ficar internado por mais três dias. “A criança passa bem, no entanto, ele permanecerá no hospital porque o promotor da infância e juventude, Leonardo Fonseca, pediu. O promotor espera encontrar a pessoa que abandonou este bebê ou outros familiares”, contou.

Local onde o bebê foi encontrado – Foto: Divulgação/Polícia Civil
Local onde o bebê foi encontrado – Foto: Divulgação/Polícia Civil

José Airton Bezerra afirmou ainda que proibiu a visita de pessoas desconhecidas. Segundo ele, havia um fluxo grande de curiosos e de interessados em adotar a criança visitando o Hospital Justino Luz.

“Não queremos que ele pegue alguma infecção e por isso isolamos a criança em uma das salas da unidade de saúde. O bebê está recebendo todos os cuidados necessários”, argumentou o médico.

O conselheiro tutelar explicou que por mais que muitas pessoas tenham demonstrado interesse em adotar o bebê, o procedimento somente será realizado se os futuros pais adotivos forem cadastro de sistema da adoção. “A prioridade são pessoas da família, mas caso ninguém seja identificado, o bebê será encaminhado para um abrigo e somente depois poderá ser adotado. A justiça é quem decide com que o bebê ficará”, disse.

Fonte: G1

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade