ad16
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Contra o River, Renê jogará pela primeira vez em seu estado natal defendendo o Sport

Piauiense da cidade de Picos, o lateral-esquerdo Renê está no elenco profissional do Sport desde 2011. Desde então, lá se vão 163 jogos com a camisa rubro-negra. Nenhum deles, porém, em seu estado natal. Chance que o jogador terá pela primeira vez na próxima quarta-feira, quando o Leão encara o River, em Teresina, pela 3ª rodada da Copa do Nordeste. E mesmo com a distância de 313 quilômetros que separam Picos da capital piauiense, Renê espera contar com a torcida de amigos e familiares.

“Desde que estou no Sport nunca tive a oportunidade de jogar no meu estado. Em 2012 tive a chance, mas fiquei de fora porque tive dengue (contra o 4 de Julho, também pela Copa do Brasil). Agora depende do Falcão me escalar. Fiquei sabendo que ele está pensando em poupar alguns atletas, mas se depender de mim eu quero jogar. Estou descansado”, garantiu o jogador. “Apesar da minha cidade não ser tão próxima, são quatro horas de carro, pode ser quem minha mãe, meus irmãos e alguns colegas possar ir lá torcer pelo Sport”, torce.

Renê
Renê

Sempre discreto, o lateral, no entanto, quis evitar tratar a partida em sua terra natal como especial. Com apenas uma exceção. “Especial todos os jogos são para quem vive desse ramo. Mas meu pai nunca me viu jogar no estádio. Quem sabe se ele aparecer por lá pode ser um gostinho a mais”, revelou.

Filho da terra, Renê também adiantou um possível adversário extra que o Sport terá além do River. O calor de Teresina, mesmo à noite. “Lá é quente. Assisti no ano passado a final entre River e Botafogo-SP (pela Série D do Campeonato Brasileiro) e estava 40 graus à noite. Mas a minha mãe já me disse que nos últimos dias está chovendo bastante. Espero que esteja pelo menos uns 30 graus”, finalizou.

Assédio

Além de comemorar a chance de poder atuar em seu estado natal, Renê também desmentiu nessa segunda-feira ter recebido uma possível proposta do Cruzeiro. O jogador, que tem contrato com o Sport até 2019, garantiu que o seu foco é permanecer no Leão. “Falo com o meu empresário quase todos os dias e ele não me passou nada. No final do ano passado, quando surgiu o interesse do São Paulo, ele me disse que o Cruzeiro também tinha perguntado, mas agora ele não me passou nada. Estou com a cabeça focada no Sport e espero cumprir meu contrato até o final”, encerrou.

Superesportes
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade