ad16
Economia

Contribuintes poderão pagar impostos federais com cartão de crédito

Cédulas de Real
13º do Estado começa a ser pago - Foto: Ilustração

A partir de 2012 será possível realizar o pagamento de todos os impostos federais tanto com cartão de crédito quanto de débito. O Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) passará a ser impresso com códigos de barras para facilitar a operação.

A medida, que entra em vigor no ano que vem, vai permitir que o imposto seja pago em qualquer equipamento que tenha o leitor de código de barras. Com isso, os contribuintes poderão pagar seus tributos em caixas eletrônicos de shoppings, postos de gasolina ou mesmo em supermercados.

Brasil 

Vale pontuar que também será possível pagar as cotas do imposto de renda desta forma. De acordo com a Agência Brasil, o subsecretário de arrecadação e atendimento da Receita Federal, Carlos Roberto Occaso, afirmou que isso será um avanço para o País.

Atualmente, o pagamento dos tributos é feito através do Darf, mas sem código de barras. A opção existente é autorizar o débito em conta-corrente ao preencher a declaração.

Parcelamento das contribuições via internet

A partir do próximo ano, a Receita Federal também vai permitir o parcelamento das contribuições previdenciárias via internet, com o objetivo de evitar o atendimento presencial. Esse parcelamento poderá ser feito tanto pelo contribuinte quanto por uma pessoa legalmente habilitada, através de certificação digital.

Outra novidade é quanto aos ressarcimentos. No caso de um pagamento maior por parte de uma empresa, por exemplo, os ressarcimentos serão feitos diretamente na conta-corrente do contribuinte. O objetivo da medida é agilizar a administração tributária e a satisfação do contribuinte.

Por fim, a Receita quer estimular o serviço de caixa postal, que, por meio da página da própria Receita o contribuinte pode acessar e gerenciar as mensagens armazenadas. O serviço está disponível no e-CAC. A Receita reafirma que não envia e-mails ou qualquer outro tipo de correspondência via internet, alertando os contribuintes contra as ações de cibercriminosos.

Fonte:  Infomoney

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade