ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeral

Convênio de R$ 303 mi para seca deve ser assinado nesta sexta

Comporta da barragem de Bocaina
Comporta da barragem de Bocaina

Um convênio entre o Governo do Estado do Piauí e o Governo Federal para obras emergenciais de prevenção à seca, no valor de R$ 303 milhões, deve ser assinado, nesta sexta-feira (9), durante uma reunião entre a presidenta Dilma Rousseff e governadores da região Nordeste. O encontro acontecerá em Salvador (BA), na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

A previsão é que vários convênios sejam assinados com os estados que sofrem com a seca, dentro do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, o PAC Prevenção, lançado, no mês de agosto, em Brasília. O Piauí tem quatro projetos pré-enquadrados dentro do PAC Prevenção. Veja lista:

– Barragem e Adutora dos Milagres (R$ 190 milhões), beneficiando Santa Cruz dos Milagres, São João da Serra, São Miguel da Baixa Grande, Prata do Piauí e São Felix do Piauí;

– Sistema Adutor de Bocaina/Piaus II (R$ 76,84 milhões), que passará por Bocaina, Sussuapara, Picos, Alagoinha do Piauí, Monsenhor Hipólito, Francisco Santos e Santo Antônio de Lisboa;

– Adutora Padre Lira (R$ 19,10 milhões), beneficiando Dom Inocêncio, povoado Moreira e comunidades circunvizinhas;

– Variante do primeiro trecho da Adutora do Garrincho (R$ 18 milhões), favorecendo São Raimundo Nonato, Coronel José Dias, São Lourenço, Dirceu Arcoverde, Várzea Branca, Anísio de Abreu, Jurema e São Braz.

A presidenta já garantiu a liberação dos recursos, restando apenas a oficialização com a assinatura dos convênios. De acordo com o governador Wilson Martins, todas essas obras podem ser executadas em até um ano e meio, como sugerido pelo Governo Federal. Ao todo, 22 municípios piauienses devem ser beneficiados. Esses recursos são de liberação imediata.

Em todo o país serão investidos R$ 18,8 bilhões em prevenção, monitoramento e mapeamento de áreas de risco, além de atendimento emergencial. Do total, R$ 15,6 bilhões são para ações preventivas, sendo R$ 5,6 bilhões com liberação imediata para estados que passaram, recentemente, por estiagem (caso do Piauí) ou enchente.  Com informações do Cidade Verde

Um Comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade