ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Delegado diz que já identificou os assassinos do jornalista picoense

O delegado Danúbio Dias, lotado na Delegacia de Homicídios de Teresina-PI, já dispõe de nomes dos suspeitos de terem matado o jornalista Elson Feitosa, cujo corpo foi deixado queimado dentro de um carro, no meio de uns coqueiros, na localidade Aprazível, no Município de José de Freitas-PI.

O delegado Danúbio foi designado para apurar a morte do jornalista pelo Coordenador da Delegacia de Homicídios do Piauí, delegado Francisco das Chagas Santos Costa, o Barêta. O delegado Danúbio Dias garante que o crime de Elson Feitosa deverá ser elucidado até o final desta semana e que já possui nomes de suspeitos. Danúbio Dias afirma que o crime foi praticado por mais de uma pessoa. “Não tinha como ser só um autor. Foi um crime com requinte de crueldade. Ele teve o corpo todo queimado para evitar deixar pistas que nos levassem até os assassinos, mas há evidências que comprovam que havia mais gente na cena do crime”, afirma o delegado Danúbio.

Elson Feitosa, 38 anos - Foto: Reprodução/ Facebook
Elson Feitosa, 38 anos – Foto: Reprodução/ Facebook

O corpo de Elson foi encontrado por populares dentro de um carro com um pano enrolado na cabeça e queimado em parte. A polícia afirma que o jornalista Elson Feitosa foi assassinado em outro local e teve o corpo abandonado na localidade Aprazível, no Município de José de Freitas-PI como uma forma de dificultar o trabalho de investigação. A Delegacia de Homicídios ainda não deu detalhes do que teria motivado o crime. “Isso poderia atrapalhar as investigações, mas as diligências já foram feitas e o próximo passo é a prisão dos envolvidos”, afirmou o delegado Danúbio.

O corpo de Elson Feitosa foi encontrado carbonizado dentro de um carro, no final da tarde do último sábado (3 de outubro de 2015) em uma estrada vicinal na localidade Aprazível, no Município de José de Freitas. Elson havia saído de casa em Teresina-PI para entregar uma encomenda na sexta-feira (2 de outubro) e a família chegou a registrar BO na Polícia Civil. O corpo do jornalista foi reconhecido por um amigo quando já se encontra no Instituto Médico Legal de Teresina.

Fonte: Saraivareporter

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade