ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
EducaçãoGeralTodas as Notícias

Pesquisa de aluna da UESPI mostra que celular é a ferramenta de comunicação mais usada no interior do Piauí

[ad#336×280]O celular está cada vez mais sendo usado pela população das zonas rural e urbana da cidade de Santana do Piauí, a 333 quilômetros de Teresina, com este perdendo apenas para a TV como ferramenta de comunicação mais utilizada. Foi isso o que constatou a pesquisa feita pela estudante Paula Monize, do 8º bloco do curso de Comunicação Social da UESPI de Picos.

O trabalho da aluna foi tema principal do 7º Encontro de Comunicação Comunitária e Popular no Sertão do Piauí, que ocorreu em Santana do Piauí em fevereiro deste ano, e mais recentemente, no dia 6 de abril, motivou um encontro na Câmara Municipal da cidade, para debater a comunicação na região e a possível instalação de uma rádio comunitária.

Estudante Paula Monize
Estudante Paula Monize

Segundo Paula Monize, a utilização de celulares no município possibilitou uma melhoria no alcance das informações: “O serviço de telefonia móvel chegou apenas há cinco anos e proporcionou maior contato e troca de informações entre a população, sobretudo das comunidades rurais do município, onde antes existia apenas a comunicação boca-a-boca. Por conta disto, as informações não chegavam a todos e ,quando atingia o destinatário final, era de maneira atrasada”, relata.

Ainda de acordo com a pesquisa de Paula, 48,04% da população entrevistada acredita que a comunicação no município ainda é limitada devido à ausência de meios próprios de comunicação, como uma rádio comunitária. A internet, segundo a estudante, pode contribuir para uma comunicação mais eficiente: “Em Santana do Piauí a internet não cobre todo o município, diante disto muitas informações que circulam não são acessadas pela população. Mas vale ressaltar que a comunicação vem se ampliando. O mais positivo disto tudo é que as pessoas têm consciência da importância da comunicação, e como a mesma pode transformar a realidade em que vivem”, conclui.

O Prof. Dr. Orlando Berti, docente da UESPI e orientador da pesquisa, destaca o estudo como uma dos mais importantes realizados no campus de Picos. “A pesquisa teve uma metodologia em 3 etapas, com a primeira correspondendo a um questionário onde se pôde coletar dados sobre a situação comunicacional da região; a segunda correspondendo ao encontro de comunicação popular e a terceira com a pesquisa propriamente dita, onde a estudante tentará entender o que a população quer de fato dessas novas tecnologias”, destaca o professor.

Professor Orlando Berti
Professor Orlando Berti

Ainda de acordo com Orlando Berti, a comunicação regional através da internet começou com a fixação de correspondentes de grandes portais em cidades do interior. Com o tempo estes iam criando seus próprios canais, o que estimulou que mais pessoas criassem sites e blogs de conteúdo local. O professor também destaca o papel das redes sociais no processo: “Hoje as pessoas podem acessar o facebook através do celular, e com isto se informam e mobilizam discussões, o que pode inclusive contribuir para que questões sociais sejam mais debatidas pela população”, finaliza Orlando Berti.

 Ascom Uespi

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade