ad16
AutoPECASonline24.pt
EducaçãoGeralTodas as Notícias

Pesquisa de aluna da UESPI mostra que celular é a ferramenta de comunicação mais usada no interior do Piauí

[ad#336×280]O celular está cada vez mais sendo usado pela população das zonas rural e urbana da cidade de Santana do Piauí, a 333 quilômetros de Teresina, com este perdendo apenas para a TV como ferramenta de comunicação mais utilizada. Foi isso o que constatou a pesquisa feita pela estudante Paula Monize, do 8º bloco do curso de Comunicação Social da UESPI de Picos.

O trabalho da aluna foi tema principal do 7º Encontro de Comunicação Comunitária e Popular no Sertão do Piauí, que ocorreu em Santana do Piauí em fevereiro deste ano, e mais recentemente, no dia 6 de abril, motivou um encontro na Câmara Municipal da cidade, para debater a comunicação na região e a possível instalação de uma rádio comunitária.

Estudante Paula Monize
Estudante Paula Monize

Segundo Paula Monize, a utilização de celulares no município possibilitou uma melhoria no alcance das informações: “O serviço de telefonia móvel chegou apenas há cinco anos e proporcionou maior contato e troca de informações entre a população, sobretudo das comunidades rurais do município, onde antes existia apenas a comunicação boca-a-boca. Por conta disto, as informações não chegavam a todos e ,quando atingia o destinatário final, era de maneira atrasada”, relata.

Ainda de acordo com a pesquisa de Paula, 48,04% da população entrevistada acredita que a comunicação no município ainda é limitada devido à ausência de meios próprios de comunicação, como uma rádio comunitária. A internet, segundo a estudante, pode contribuir para uma comunicação mais eficiente: “Em Santana do Piauí a internet não cobre todo o município, diante disto muitas informações que circulam não são acessadas pela população. Mas vale ressaltar que a comunicação vem se ampliando. O mais positivo disto tudo é que as pessoas têm consciência da importância da comunicação, e como a mesma pode transformar a realidade em que vivem”, conclui.

O Prof. Dr. Orlando Berti, docente da UESPI e orientador da pesquisa, destaca o estudo como uma dos mais importantes realizados no campus de Picos. “A pesquisa teve uma metodologia em 3 etapas, com a primeira correspondendo a um questionário onde se pôde coletar dados sobre a situação comunicacional da região; a segunda correspondendo ao encontro de comunicação popular e a terceira com a pesquisa propriamente dita, onde a estudante tentará entender o que a população quer de fato dessas novas tecnologias”, destaca o professor.

Professor Orlando Berti
Professor Orlando Berti

Ainda de acordo com Orlando Berti, a comunicação regional através da internet começou com a fixação de correspondentes de grandes portais em cidades do interior. Com o tempo estes iam criando seus próprios canais, o que estimulou que mais pessoas criassem sites e blogs de conteúdo local. O professor também destaca o papel das redes sociais no processo: “Hoje as pessoas podem acessar o facebook através do celular, e com isto se informam e mobilizam discussões, o que pode inclusive contribuir para que questões sociais sejam mais debatidas pela população”, finaliza Orlando Berti.

 Ascom Uespi

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade