ad16
DestaquesGeralSaúdeTodas as Notícias

Deputada Belê comenta situação do Hospital de Picos

[ad#336×280]As denúncias sobre as condições de atendimento do Hospital Regional de Picos mostradas pelo jornalista J. Pereira, da TV Cidade Verde, tiveram repercussão hoje (07) na Assembleia Legislativa. A deputada Belê Medeiros (PSB), que é da região, comentou as péssimas condições de trabalho no hospital e sugeriu a participação da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa na solução do problema.

Deputada Belê Medeiros - Foto: Arquivo RiachaoNet
Deputada Belê Medeiros – Foto: Arquivo RiachaoNet

“Precisamos ajudar a encontrar uma solução o mais rápido para a saúde do município, que tem 49 cidades no seu entorno, sendo referência em atendimentos de saúde, educação, comércio. Tão importante quanto Teresina é para o Estado. Picos é a capital do Centro–Sul do Piauí, região que representa 25% da população piauiense”, destacou.

Belê disse que durante a sua gestão como Secretária de Saúde implantou a primeira clínica de saúde referenciada da mulher 100% financiada pelo SUS. “Trabalhamos incansavelmente vendo a necessidade de um novo hospital para aquela grande região Picos, que já tem um serviço de saúde estrangulado”, disse.

Em agosto de 2008, lembrou Belê, a prefeitura de Picos conveniou com o governo Wellington Dias a construção de um novo hospital em Picos. O empresário Gil Paraibano doou o terreno, o projeto foi elaborado, licitado e a obra foi iniciada. A obra parou, foi retomada e agora permanece paralisada.

“Por ordem de um desembargador decidiu suspender a obra. A Secretaria de Saúde negocia uma saída para esse impasse. Sofro de pensar ver o hospital regional do município vivendo o mesmo drama que viveram o HUT, o HU, a policlínica em Picos… Dois anos vemos esse terreno limpo, com parte das estruturas metálicas colocadas. Que os nossos desembargadores dêem celeridade à apreciação dessa questão e dê autorização para a retomada de uma obra que representa salvar vidas, mudar a história das pessoas”.

A deputada lamenta que 15 mil piauienses procuram um serviço de saúde de qualidade e que não encontram no Hospital Justino Luz, que tem a estrutura debilitada e uma força laboral cansada, por viver uma rotina desgastante, humilhante.

“Uma médica me disse: deputada eu já atendi 115 crianças num dia. Conversei com uma outra médica que fez 32 partos entre uma sexta e domingo. Além da situação séria do Hospital Regional, alguns deputados privados que eram credenciados pelo SUS não atendem mais, ficando toda demanda para o Hospital Regional”, acrescentou.

Levar hospitais para as cidades pólos para evitar o abandono, o distanciamento das famílias dos pacientes foi uma das sugestões da deputada: “Faço esse apelo ao Tribunal de Justiça para que aprecia a liminar que suspendeu a construção do novo hospital, que tem na sua estrutura física 300 leitos, várias UTIs. O secretário de Saúde, Mirocles Veras, nos recebeu hoje e vai a Picos na próxima semana para avaliar a questão”.

O deputado Mauro Tapety (PMDB) disse que a luta pela melhoria da saúde da região de Picos e Oeiras precisa ser de todos. Pois melhorar a saúde nos municípios desafogaria os hospitais na capital.

Belê ressaltou o atendimento prestado pela Policlínica de Picos, aberta a cerca de um mês. O deputado Edson Ferreira (PSD) elogiou o empenho da deputada Belê na gestação da Policlínica de Picos, desde a seu projeto até a sua inauguração.

 “Quero tomar a liberdade de em nome dos meus pares pedir a resolução do problema o mais rápido possível. E parabenizar a direção do Hospital Justino Luz, comandado pelo Dr. José  Airton, de continuar a frente dessa instituição apesar das adversidades. E esta Casa precisa sentar com as regionais de saúde, com os hospitais para mudar a legislação para que esses possam ser melhor geridos”, concluiu.

Fonte: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade