ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Detento foi morto por presos que achavam que ele era estuprador

O detento encontrado morto na Penitenciária Regional José de Deus Barros, localizada no município de Picos, no dia 7 de fevereiro, teria sido assassinado por engano por outros presos do local. Reinaldo Lopes de Moura, de 28 anos, de acordo com informações da PM, foi morto por acharem que ele foi detido porque estuprou a mãe, porém, o motivo da prisão foi uma extorsão.

De acordo com a polícia, Reinaldo foi detido no dia 17 de fevereiro e os presos começaram a se comunicar para saberem o motivo da detenção. O que teria acontecido foi uma espécie de “telefone sem fio” e o crime de extorsão à mãe  foi confundido como estupro.

Penitenciária José de Deus Barros- Foto: Reprodução

Reinaldo foi encontrado após os policiais da unidade fazerem buscas nas celas a fim de evitar uma possível fuga de um dos pavilhões. O corpo do detento foi encontrado enforcado o que levou os agentes e policiais acreditarem, de início, que se tratava de suicídio, em uma cela do pavilhão D do presídio.

A Polícia Civil está ouvindo agente penitenciários e detentos da unidade prisional para concluir as investigações do caso.  Reinaldo Lopes tinha cinco passagens pela polícia e já havia sido preso por tráfico de drogas e violência doméstica contra a mãe. 

45 Graus

Tags

Leia Também

Publicidade