ad16
DestaquesGeralPolítica

Disputa por vaga aberta após morte do vereador Titico chega ao TRE-PI

[ad#336×280]Quase 10 meses depois da morte do vereador Francisco de Assis Pio da Silva, o “Titico” (PP), a vaga por ele deixada na Câmara Municipal de Picos ainda gera polêmica. Na próxima terça-feira (13), o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) julga recurso do candidato Sizim (PP), que reclama ser ele o beneficiado com o cargo.

Reeleito com 1.101 votos, Titico foi assassinado em um bar no dia 14 de outubro de 2012. Em janeiro do ano seguinte, Valdívia Santos Martins Silva (PSB) foi empossada vereadora como primeira suplente. Ela foi a primeira suplente mais votada da coligação “Juntos Faremos Muito Mais (PP/PMN/PSB/PV)”, com 889 votos.

Titico Barbosa
Titico Barbosa

Porém, o candidato Francisco de Assis Batista Portela alega que a vaga deveria ser do primeiro suplente do mesmo partido e não da coligação, uma vez que Titico sequer chegou a ser diplomado. Com isso, Sizim seria empossado vereador com os 448 votos que conquistou nas urnas no ano passado.

O relator do processo é o juiz Jorge da Costa Veloso. Em julho, o procurador regional eleitoral, Alexandre Assunção e Silva, emitiu parecer contrário ao recurso de Sizim e pela manutenção de Valdívia Santos na Câmara Municipal de Picos.

Fonte: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade