ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
PolíticaTodas as Notícias

Edwaldo Viana usa redes sociais para dialogar com a população e discute soluções para Picos

Bate papo foi virtual e aconteceu na noite desta quarta-feira (22)

Hoje, Picos se destaca como a cidade com mais obras inacabadas no Piauí. Fato que fomenta a gravidade da notícia, tornando-a em dimensões catastróficas ao município. Trata-se de uma realidade comum e extensível à maior parte do Estado, onde a máxima de que obras públicas não costumam terminar – e quando terminam, atrasam e custam mais caro que o previsto.

Pensando nisso, o pré-candidato a prefeito de Picos, Coronel Viana reuniu representantes da sociedade civil para discutir a realidade do município e aliá-las a novas ideias, na perspectiva de um futuro melhor. O bate papo foi virtual e aconteceu na noite desta quarta-feira (22), abordando o tema: “Má administração e soluções para uma Picos melhor”.

Há que ressaltar, também, o pioneirismo na utilização de uma intérprete de libras, em uma Live, na cidade de Picos. Tudo, para levar o debate e atingir o maior número de pessoas possíveis, sempre visando, um projeto participativo e inclusivo.

Coronel Viana criticou o governo municipal e estadual pelo improviso na realização de obras de infraestrutura e mobilidade e afirmou que o atual grupo político, envolvido na atual gestão, irá inaugurar obras inacabadas na tentativa de enganar a população.

“É um cemitério de obras abandonadas por toda parte. Vejo a afobação do governo querendo inaugurar obras pelo meio do caminho como se pudesse enganar a realidade dos Picoenses. Sabemos que essas obras de infraestrutura, de mobilidade, as obras na saúde e tantas outras ficarão pelo meio do caminho e são eleitoreiras”, disse.

“O impacto de obras públicas inacabadas se estende além do gasto realizado e da indisponibilidade do ativo público para a sociedade, é uma verdadeira privação de usufruto de direitos e benefícios. Tão grave quanto, obras públicas inacabadas ou atrasadas que meramente impõem vultosos custos econômicos à sociedade”, acrescentou.

Seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde, a Live contou com a presença do Professor, Advogado e Mestre em Direito Constitucional, Presidente da Comissão de Liberdade Religiosa da OAB/PI, Cândido Alexandrino; do Advogado Previdenciárista e Trabalhista, Professor e Assessor Jurídico do STTRS na Macrorregião de Picos e Valença, Filippy Jordan e; também, do ex-cabo do Exército Brasileiro do Centro de Comunicações e Guerras Eletrônicas e Ativista aos Direitos das Pessoas com Deficiência, Derivaldo Junior.

Na oportunidade os convidados destacaram as obras públicas inacabadas, que atrapalham os moradores, impactando negativamente na desvalorização de imóveis privados, na insegurança, na redução da autoestima geral da população, na descrença com a política e com os políticos, na indisposição para a prática da cidadania. Onerando, ainda mais, o erário. É como um círculo vicioso atrasando, ainda mais, o esperado retorno e conclusão das obras prometidas. 

A falta de planejamento adequado e ineficiência da gestão, também foram pilares mencionados com frequência durante o bate-papo.

Com muita interação, audiência e inovação, a Live foi transmitida nas plataformas do Youtube e na sua página no Facebook. A transmissão contou ainda com a participação ativa da comunidade mostrando e comprovando o descaso em Picos.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade