ad16
GeralPolíticaTodas as Notícias

Elmano defende Reforma Política em 1º discurso no Senado

[ad#336×280]O senador Elmano Férrer (PTB) fez nesta quinta-feira (26) seu primeiro discurso no plenário do Senado Federal. O parlamentar reafirmou o compromisso com os municípios, a partir da revisão do pacto federativo e defendeu a reforma política. Para o senador, é hora de se debruçar sobre as questões relacionadas às cidades, para solucioná-las e dar qualidade de vida à população que nelas vivem, atuando também pelo desenvolvimento das zonas rurais, importante fonte de geração de produção, emprego e renda no nosso país.

Senador Elmano Férrer-Foto: Ascom
Senador Elmano Férrer-Foto: Ascom

“O Brasil clama por reformas, seja na estrutura do estado ou no aprimoramento das instituições”, disse, ressaltando que o Senado é fundamental nesse processo de mudança, transformação e consolidação da democracia. “É fundamental que o Congresso Nacional se antecipe à própria sociedade, não esperando que esta se manifeste insatisfeita para, a partir daí, agirmos”, declaro.

O petebista citou pontos importantes da reforma política como financiamento público de campanha. “Temas como o financiamento público de campanhas; o fim do voto obrigatório; duração e coincidência de mandatos; reeleição; coligações proporcionais; dentre outros, voltam à pauta do Senado. Temos agora um calendário especial de trabalho com o objetivo de apreciar essas matérias. Nesse processo de discussão sobre a reforma política, precisamos ouvir a sociedade, em seus diversos segmentos e entidades”, lembrou Elmano Férrer.

O senador levantou ainda alguns pontos que considera essencial nesse debate, como a necessidade de se ter mandatos com duração de cinco anos, sem reeleição para os cargos majoritários, e coincidência da eleição para todos os cargos, de presidente da república a vereador. “Não podemos mais esperar. Para que as mudanças no sistema eleitoral possam valer nas eleições de 2016, o Congresso deve fazer um esforço concentrado para aprovar a reforma política até setembro deste ano, possibilitando a sanção antes de outubro de 2015, assim respeitando o princípio da anualidade disposto no artigo 16 da nossa Constituição, e possam valer nas eleições de 2016”, defendeu Férrer.

Elmano, que já chegou a presidir o Senado assim que assumiu o mandato, acrescentou que não é possível a realização de eleições a cada dois anos. “É um desperdício em todos os sentidos, seja em recursos financeiros, seja em recursos humanos. Considero, também, que precisamos aprimorar o sistema de controle dos pleitos, de forma a ampliar o controle social sobre as eleições”, frisou.

Durante o discurso, o senador Ciro Nogueira pediu a palavra para fazer um aparte, no qual cumprimentou o ex-prefeito de Teresina e afirmou que a alegria e empolgação do novo senador o faziam lembrar de si mesmo quatro anos atrás, quando tomou posse no Senado.

“Acompanhei com alegria o primeiro pronunciamento do senador Elmano. Fico muito feliz de estar aqui hoje para lhe parabenizar pelo seu pronunciamento em nome do povo do estado do Piauí e lhe dizer que a esperança daquele povo será traduzida em muito trabalho, tenho a certeza, no mandato do senador”, saudou Ciro.

Cidade Verde

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade