ad16
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Em Picos, cirurgias deixam de acontecer por falta de material, diz deputada Lucy

A denúncia é da deputada estadual Lucy Soares, que esteve no hospital e conversou com alguns pacientes

Pacientes do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, estão há 20 dias aguardando por cirurgia. A denúncia é da deputada estadual Lucy Soares, que esteve no local e conversou com os pacientes na última sexta-feira (27). Segundo a parlamentar, os pacientes informaram que os procedimentos cirúrgicos deixam de ser realizados por falta de material médico.

Na semana passada, o hospital também foi destaque na imprensa piauiense depois que pacientes foram flagrados deitados no chão, próximos a entulho de obras, enquanto esperavam por atendimento.  Segundo esclarecimento da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), o fato ocorreu devido à superlotação da unidade de saúde.

Situação do hospital é complicada segundo deputada / Fotos: Ascom da deputada / divulgação
Situação do hospital é complicada segundo deputada / Fotos: Ascom da deputada / divulgação

Alguns desses problemas já tinham sido denunciados pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Piauí, da qual Lucy Soares faz parte, durante a primeira visita realizada no hospital, em maio deste ano.

Fotos: Ascom da deputada / divulgação
Fotos: Ascom da deputada / divulgação

“No início de 2019, fizemos vistorias no hospital, através da Comissão de Saúde, e apontamos uma série de encaminhamentos e observações para que os gestores da saúde estadual pudessem tomar as devidas providências. Semana passada estivemos presentes, novamente, no hospital de Picos e é importante salientar que não só as reformas causam transtornos. De modo geral, o  local não tem um funcionamento adequado. Os mesmos problemas do começo do ano continuam persistindo. Como nos disse o diretor clínico, Paulo Moura, o corpo técnico é eficiente, mas faltam materiais e estrutura para exercer o trabalho”,  declarou Lucy Soares.

O Cidadeverde.com tentou contato com a Assessoria de Comunicação da Sesapi e com o secretário da Saúde, Florentino Neto, mas as ligações não foram atendidas.

Fonte: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui