ad16
SaúdeTodas as Notícias

Em Picos, COREN-PI discute situação dos enfermeiros na região

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí, COREN, realizou na manhã desta terça-feira, 20, na sede do órgão em Picos, uma reunião com enfermeiros para discutir a situação da categoria na região. A reunião que faz parte de um plano integratório da enfermagem no Estado, visa obter o diagnóstico local vivenciado pelos profissionais, para posteriormente efetivar a tomada de decisões.

Falta de estímulo e as péssimas condições de trabalho foram alguns dos problemas apontados - Foto: Paula Monize
Falta de estímulo e as péssimas condições de trabalho foram alguns dos problemas apontados – Foto: Paula Monize

Durante a reunião, o público presente demonstrou insatisfação e falta de estímulo no exercício do trabalho, especialmente devido a precariedade das condições oferecidas para a execução do mesmo. Os enfermeiros expuseram que se sentem sobrecarregados pelo acúmulo de funções em decorrência da pouca quantidade de profissionais que é inferior à demanda. Além disto, revelaram que são expostos à situações de perigo, já que o Hospital Regional Justino Luz não possui segurança, e que os próprios além de cuidarem da saúde dos pacientes fazem a própria segurança destes.

Lauro César de Morais, presidente do COREN-PI - Foto: Paula Monize
Lauro César de Morais, presidente do COREN-PI – Foto: Paula Monize

O presidente do COREN no Piauí, Lauro César de Morais, disse que a ideia é melhorar as condições de trabalho oferecidas para que o serviço prestado seja de qualidade. “Estamos fazendo um diagnóstico da enfermagem no Piauí, para depois de feito apresentarmos aos diretores dos hospitais e ao secretário estadual de Saúde. Vamos buscar soluções para estes problemas, pois a nossa grande meta é prestar uma assistência de qualidade para a população piauiense. Esta qualidade depende da capacitação técnica dos profissionais, e principalmente das condições de trabalho”, pontuou o presidente.

Outras reivindicações apontadas partem da remuneração dos funcionários, ainda considerada baixa e a falta de motivação por parte dos gestores.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade